domingo, 25 de janeiro de 2009

TRE-MG - Regimento de Juízos e Cartórios

01. ASSINALE ABAIXO A ALTERNATIVA QUE CONTÉM, PELA ORDEM, AS PALAVRAS QUE COMPLETAM CORRETAMENTE, NA SEQÜÊNCIA, OS ESPAÇOS EM BRANCO NO SEGUINTE TEXTO, SOBRE A ORGANIZAÇÃO DOS CARTÓRIOS ELEITORAIS:
HAVERÁ EM CADA CARTÓRIO, LIVROS DEVIDAMENTE AUTENTICADOS PELO ______, COM LAVRATURA E SUBSCRIÇÃO DOS TERMOS DE ABERTURA E ENCERRAMENTO, DOS QUAIS CONSTARÁ O TOTAL DE FOLHAS CONTIDAS NO RESPECTIVO LIVRO, BEM COMO RUBRICA, À MÃO, DE TODAS AS FOLHAS. O LIVRO DE AUDIÊNCIA EM FOLHAS SOLTAS SERÁ ENCADERNADO COMPLETADAS _________ FOLHAS.

A. JUIZ – 200
B. CHEFE DE CARTÓRIO – 100
C. ESCRIVÃO - 100
D. JUIZ - 100
E. JUIZ - 300

02. ACERCA DO FORO ELEITORAL, JULGUE OS ITENS


I. HAVERÁ FORO ELEITORAL EM TODAS AS COMARCAS DO ESTADO DE MINAS GERAIS.
II. O FORO ELEITORAL SERÁ DIRIGIDO POR UM DOS JUÍZES ELEITORAIS EXISTENTES NA COMARCA, OBEDECIDA A ORDEM DE ANTIGUIDADE.
III. O DIRETOR DO FORO SERÁ A AUTORIDADE DE LIGAÇÃO IMEDIATA ENTRE OS CARTÓRIOS ELEITORAIS, A PRESIDÊNCIA DO TRIBUNAL E A CORREGEDORIA REGIONAL ELEITORAL.
IV. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL E O CORREGEDOR REGIONAL ELEITORAL PODERÃO CONVOCAR O DIRETOR DO FORO PARA REUNIÕES PERIÓDICAS NA SEDE DO TRIBUNAL.

A QUANTIDADE DE ITENS CORRETOS É IGUAL A

A. 0
B. 1
C. 2
D. 3
E. 4

03. O JUIZ ELEITORAL POSSUI COMPETÊNCIA ORIGINÁRIA PARA PROCESSAR E JULGAR CRIMES ELEITORAIS COMETIDOS POR ALGUNS AGENTES PÚBLICOS. ASSINALE A OPÇÃO QUE DESCREVE UM AGENTE PÚBLICO QUE SERÁ JULGADO PELO JUIZ ELEITORAL, EM CASO DE CRIME ELEITORAL.

A. UM JUIZ ELEITORAL DE UMA ZONA ELEITORAL DA CAPITAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS.
B. UM DEPUTADO ESTADUAL DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS.
C. UM MESÁRIO, POR CRIME COMETIDO NO EXERCÍCIO DE SUAS FUNÇÕES, DURANTE ELEIÇÕES ESTADUAIS.
D. O PREFEITO DE UM MUNICÍPIO MINEIRO.
E. UM SECRETÁRIO DE ESTADO DO GOVERNO DE MINAS GERAIS.

04. FILIPE SERVIU COMO JUIZ ELEITORAL DE MINAS GERAIS ENTRE 1999 E 2001 E POR NÃO EXISTIR EM SUA COMARCA JUIZ QUE NÃO TENHA EXERCIDO A FUNÇÃO ELEITORAL, REASSUMIU A TITULARIDADE HÁ UM MÊS. A RESPEITO DESSA SITUAÇÃO HIPOTÉTICA JULGUE OS ITENS

I. SE UM IRMÃO DE FILIPE FOR ESCOLHIDO COMO CANDIDATO A DEPUTADO FEDERAL PELO ESTADO DE MINAS GERAIS, NAS ELEIÇÕES DE 2010, FILIPE DEVERÁ AFASTAR-SE DE SUA ATIVIDADE COMO JUIZ ELEITORAL DESDE A HOMOLOGAÇÃO DA CONVENÇÃO PARTIDÁRIA QUE INDICAR SEU IRMÃO COM CANDIDATO ATÉ A APURAÇÃO FINAL DAS REFERIDAS ELEIÇÕES.
II. SERIA NULA A RECONDUÇÃO DE FILIPE, POIS É VEDADO SERVIR COMO JUIZ ELEITORAL DE MINAS GERAIS POR MAIS DE DOIS BIÊNIOS.
III. SE FILIPE SE AFASTAR DO EXERCÍCIO DE SUAS ATIVIDADES NA JUSTIÇA ELEITORAL POR TRÊS MESES EM VIRTUDE DE LICENÇA MÉDICA ESSE PERÍODO NÃO DEVERA SER DESCONTADO NA CONTAGEM DO ATUAL BIÊNIO DE ATUAÇÃO DE FILIPE COMO JUIZ ELEITORAL.

ASSINALE A OPÇÃO CORRETA.

A) APENAS O ITEM I ESTÁ CERTO.
B) APENAS O ITEM II ESTÁ CERTO.
C) APENAS O ITEM III ESTÁ CERTO.
D) APENAS OS ITENS II E III ESTÃO CERTOS.
E) TODOS OS ITENS ESTÃO CERTOS.

05. RELACIONE AS FUNÇÕES ELEITORAIS NO ESTADO DE MINAS GERAIS INDICADOS NA COLUNA A COM AS RESPECTIVAS ATRIBUIÇÕES E COMPETÊNCIAS DENTRE AQUELAS ATRIBUIÇÕES E COMPETÊNCIAS CONSTANTES DA COLUNA B:

COLUNA A

I. JUIZ ELEITORAL
II. DIRETOR DO FORO
III. DIRETOR OU CHEFE DE CARTÓRIO

COLUNA B

( ) PROVER SOBRE AS QUESTÕES ADMINISTRATIVAS QUE INTERESSEM A TODAS AS ZONAS DA COMARCA.
( ) ORDENAR O REGISTRO E A CASSAÇÃO DO REGISTRO DOS CANDIDATOS AOS CARGOS ELETIVOS MUNICIPAIS.
( ) PROMOVER REUNIÕES PERIÓDICAS DOS JUÍZES, COM O OBJETIVO DE DISCUTIR E DECIDIR ASSUNTOS COMUNS, VISANDO AO ESTABELECIMENTO DE NORMAS PADRONIZADAS DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO.
( ) DAR IMEDIATA CIÊNCIA À SECRETARIA DO TRIBUNAL DA CRIAÇÃO, MODIFICAÇÃO OU EXTINÇÃO DOS LOCAIS DE VOTAÇÃO.
( ) PROCESSAR A FILIAÇÃO PARTIDÁRIA, NOS TERMOS DA LEI.
( ) REGISTRAR OS CANDIDATOS NAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS.

ASSINALE A ALTERNATIVA QUE APRESENTA A SEQUÊNCIA CORRETA, DA ESQUERDA PARA A DIREITA, PARA A MELHOR RELAÇÃO DE CIMA PARA BAIXO NA COLUNA B:

A. II, I, III, I, II, III
B. III, II, III, I, III, I
C. I, I, II, III, III, II
D. II, I, II, III, III, II
E. I, II, III, III, II, I

GABARITO:

01. D; 02. C; 03. C; 04. C; 05. D

11/15

4 comentários:

Juliano disse...

Olá Prof. Raquel, conheci seu blog a pouco tempo e está sendo muito útil. Entretanto, não estou achando o gabarito do Regimento dos Cartórios, questões 11 a 15, onde estão? Desde já agradeço sua atenção!

Juliano.

Professora Raquel Tinoco disse...

Oi Juliano, seja bem-vindo. Eu renumerei as questões e falta a alternativa da número 5. O gabarito é postado posteriormente, geralmente às sextas-feiras.

Katiane disse...

Prof. nessa questão 4 do Filipe a alternativa correta não seria a "A", pois o item III não há desconto na contagem do bienio.

Agradeço a sua grande ajuda.
Abraços

Professora Raquel Tinoco disse...

Oi Katiane. Então, está correto o item III.

Tudo começou quando...

meus sobrinhos, e não são poucos, resolveram fazer concurso para o Tribunal de Justiça.

Eu já estava trabalhando como Auxiliar Judiciário, aprovada no concurso de 1993. Pediram-me que desse aulas.

Então nos reuníamos na casa de um deles aos finais de semana e estudávamos. Comecei a elaborar apostilas que eram chamadas por eles de "apostilas da Que-Quel".

Ah, devo dizer que também não foi fácil pra mim.

Sou caçula de uma família com dez filhos.

Meus pais, muito humildes, não podiam fazer mais do que faziam. Todos tivemos que nos virar muito cedo.

Mas eles estavam ali.... movidos de esperança. Me ensinaram que nunca devemos desistir dos nossos sonhos, não importa quantas vezes choremos... não importa se não chegamos em primeiro lugar... não importa se não alcançamos nossos alvos na primeira tentativa... não importam as adversidades... apenas continuem, dizia meu pai. E o via ali, praticando, ele mesmo, tudo o que ensinava.

E segui.

E então, como dizia, comecei a elaborar apostilas que foram ficando famosas... rsrs


No Fórum onde trabalhava, os colegas começaram a pedir que desse aulas. Mudei o local para minha casa e começamos a estudar.

E veio o concurso de 1997. Prova difícil.
Não obtiveram o êxito esperado. Mas não desistimos.

E veio o concurso de 2001. Estava já há algum tempo no TJ e resolvi que precisava mudar de cargo. Precisava passar para Analista. O que fazer? Pedi um mês de licença-prêmio e me tranquei em casa.

Prestem atenção. Tranquei-me!!! O tempo jogava contra mim. Minha licença foi deferida para 1º de julho de 2001 e a prova seria vinte e um dias depois.


Passava os dias lendo Codejrj e Estatuto e gravando a minha própria voz para escutar mais tarde, enquanto fazia outras tarefas.

Estudei o que pude, como pude.


E aí... em 2001 fui aprovada para Analista Judiciário (antigo Técnico Judiciário Juramentado). Gabaritei as questões de Codjerj e Estatuto.

Pouco tempo depois, estava trabalhando, quando um amigo, Vinícius, sabendo que eu havia gabaritado essas matérias, me convidou para dar aulas em Campo Grande-RJ.

Fui, morrendo de medo. Frio na barriga. Mas fui...

Lembra?? Jamais desistir!


Parece que gostaram... Daqui a pouco, ele mesmo , Vinícius, ao ser convidado para dar aulas em um curso da Barra, indicou meu nome para substituí-lo.

E lá fui eu... e assim, foram conhecendo meu trabalho.

Logo, estava sendo convidada para outro curso... e outro... e outro...


E tenho dado aulas desde então. A cada concurso, um novo desafio.

As apostilas da "Que-Quel" foram transformadas em apostilas da Professora Raquel Tinoco.

Amanda, minha sobrinha, está hoje no TJ-PR.

Outros sobrinhos seguiram rumos diferentes, sempre em frente, sempre na direção de seus sonhos. Estão chegando lá.


Meus alunos se tornaram meus amigos e isso me faz seguir.

Meu maior incentivo?? É acompanhar cada resultado e torcer por:

Admares, Alessandras, Alexandres, Alines, Amandas, Andréias, Andrezzas, Anicks, Arianes, Biancas, Bias, Brunos, Calixtos, Carlas, Carlos, Carlinhos, Carolinas, Carolines, Cidas, Christians, Constanças, Cristianes, Daniéis, Danielles, Deises, Denises, Diogos, Drês, Dris, Eneas, Fabíolas, Fábios, Fernandas, Filipes, Flávios, Freds, Giselas, Giseles, Ghislaines, Glórias, Hannas, Henriques, Ianos, Ilanas, Isabéis, Isabelas, Israéis, Ivanas, Ivans, Izadoras, Jackies, Jacques, Janes, Joões, Jeans, Julianas, Kayenes, Kátias, Lenes, Léos, Lúcias, Lucianas, Ludymilas, Luízas, Luzias, Magnos, Marcelas, Marcélis, Marcellas, Marcelles, Márcias, Marcys, Marianas, Marias, Megs, Meles, Mônicas, Patrícias, Pattys, Paulos, Pedros, Pritzes, Rafas, Rafaéis, Raphas, Raquéis, Renatas, Renées, Robertas, Robertos, Rodrigos, Rogérias, Silvanias, Simones, Sérgios, Suelens, Suellens, Tassianas, Tatis, Vanessas, Vicentes, Wilsons....

Deus os abençoe.

não desista!

não desista!

Postagens

Blogs & Sites

 

Proibida a cópia, sem autorização, dos textos, fotos e material de aula aqui apresentados©2009 Professora Raquel Tinoco | by TNB