domingo, 7 de março de 2010

Nossos Heróis no Haiti...

Segunda remessa de doações saindo do Brasil e chegando no Haiti (02-03-2010).












A terceira remessa segue dia 16/03. Deus abençoe a todos.
[...]

Passarinhando...

Tenho um novo hobby. Sair por aí tirando fotos de pássaros. Tudo começou quando eu fotografei um pássaro desconhecido aqui em casa. Você conhece essa história. Está lá nas "minhas histórias".

Para saber de que espécie se tratava, eu e Paulo descobrimos um site com aves do PARNASO. Era uma choca listrada. Foi então que conheci o Wiki Aves. Óbvio que nem chego aos pés do povo que tem por lá. Cada foto!!! Fico boquiaberta.

Há muitos lugares em Guapi desconhecidos para mim, ainda. Hoje desbravei mais um. Culto terminado, almoçamos na igreja e partimos em direção a um lugar chamado Cotia. Olha o que encontrei por lá. Afinal, Guapi é assim...


Ah, esqueci de contar. Jiló é meu fiel companheiro de fotografias. Por enquanto só em casa. Sei lá se ele resolve comer o pássaro!!!

Quando pego a câmera ele é o primeiro a se levantar, passa por mim e fica esperando.

Me segue e fica sentado ao meu lado. Às vezes espanta o pássaro, mas não sai dali.rsrs

Tem horas que me faz tropeçar, outras me empurra quando eu estou focando no bichinho.

Vez ou outra chama o Léo e aí os dois começam aquela brincadeira de morder (argh) bem perto do tripé, lógico, tinha que ser.

[...]

Guapi é assim...

[...]

Para descontrair...

Três senhoras muito velhinhas se reúnem para o chá da tarde.

- Puxa, acho que estou ficando esclerosada. Comenta uma delas. Ontem eu meu peguei com uma vassoura na mão e não me lembrava se já havia ou não varrido a casa.

- Isso não é nada, diz a outra. Outro dia eu me vi de pé, ao lado da cama, de camisola, e não sabia se tinha acabado de acordar ou se estava me preparando para dormir.

- Cruzes!!! Fez a terceira. Deus me livre de ficar assim!!! Isola!!! E deu três batidinhas na mesa: "toc, toc, toc."

Olhou para as outras e emendou:

- Espere um pouco que eu já volto! Tem gente batendo na porta.


Sonelli Fernandes
Seleções Reader's Digest
Mês de Março/2009
[...]

ABIN

Abin: autorizadas 80 vagas. 3° grau

o Ministério do Planejamento (MP) autorizou a Agência Brasileira de Inteligênda (Abin) a realizar concurso público para contratação de servidores. A medida foi publicada na edição desta quarta, dia 3, do Diário Oficial da União.

A Abin poderá realizar concurso para contratar um total de 80 novos servidores, sendo 50 vagas para oficial técnico de inteligênda e 30 para agente técnico de inteligência, ambos exigem nível superior. Com a publicação da portaria, a agência terá o prazo de seis meses para lançar o edital de abertura do concurso.

Fonte: Folha Dirigida
[...]

Defensoria Pública - RJ. Prepare-se com antecedência!!!

Com mais de 50 anos de existência, finalmente, a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro terá seu próprio quadro na área de apoio administrativo.

A Assembléia Legislativa (Alerj) aprovou, na última quarta (03), o projeto de lei que cria 800 vagas.

Os parlamentares também acataram a emenda, proposta pelo deputado Luiz Paulo Correa da Rocha (PSDB), que altera o cargo de técnico superior de defensoria (graduação em qualquer área) para técnico médio de defensoria, cuja exigência é de nível médio.

"Ganhamos a emenda para incluir o nível médio. A defensoria poderá fazer concurso para os níveis médio e superior. Isso é uma grande vitória. Ganhamos outra emenda, que diz que os funcionários cedidos fiquem na defensoria aguardando o concurso público. À medida que os concursos forem acontecendo, a critério do defensor-geral, eles poderão ou não ser devolvidos", comentou o parlamentar.

O projeto agora conta com as 350 vagas de técnico médio, cuja exigência é de nível médio completo, com vencimentos iniciais de R$2.389,32. Já para as 400 vagas de técnico superior jurídico (exclusivo de graduados em Direito) e 50 de técnico superior especializado (superior nas áreas de Informática, Engenharia, Contabilidade, Assistência Social, Psicologia, Biologia, Biblioteconomia e Comunicação Social), os salários serão de R$2.942,23.

Reafirmando que o primeiro concurso para a área de apoio acontecerá em breve, o Defensor-Geral, José Raimundo Batista, que esteve presente na sessão, ressaltou a importânda da aprovação do projeto.

"Esse Plano de Cargos e Salários é um grande presente para a defensoria. Depois de 50 anos de existência, teremos nosso quadro permanente", comentou.

A princípio, o Defensor-Geral irá abrir 200 vagas, possivelmente, ofertando oportunidades tanto para o nível médio quanto para o superior. Antes disso, só terá que aguardar a sanção do Governador Sérgio Cabral, que deverá acontecer em até 15 dias úteis.

Para o Deputado Flávio Bolsonaro (PP), a aprovação do projeto com as devidas correções está diretamente ligada à qualidade dos serviços prestados pela defensoria.

"A Casa cumpre o seu papel ajudando as pessoas que não têm condições de pagar um advogado e procuram pela defensoria para verem a sua cidadania respeitada nos tribunais. Algumas alterações foram feitas aqui, na Alerj, no intuito de aperfeiçoar o projeto, que já veio muito bem elaborado pela defensoria. O critério de preencher as vagas via concurso público dá uma tranquilidade para a própria defensoria, porque sabe que, a partir de agora, os quadros serão preenchidos devido à competência das pessoas", destacou.

Já o deputado Wagner Montes (PDT) apontou que a decisão do projeto dará mais dignidade aos defensores públicos. O parlamentar acrescentou que, no futuro, é importante que a Alerj retome a dicussão da PEC 07, que dá autonomias administrativa e financeira à defensoria.

Quem também esteve presente na votação foi o presidente da Associação de Defensores Públicos (Adperj), Marcelo Bustamante. "É um sonho acalentado há muito tempo pelos defensores. Eu fui defensor-geral até 2006 e, na época, cheguei a mandar para o gabinete da governadora o anteprojeto do Plano de Cargos. Não houve tempo de ser elaborado. Agora, o Dr. José Raimundo resgatou essa solicitação e conseguiu fazer com que o governador encaminhasse à Alerj o Plano de cargos e Salários", destacou, complementando que a entrada de concursados na área de apoio será fundamental para dar suporte aos defensores.

Fonte: Folha Dirigida
[...]

MPE - RJ

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPE-RJ) encaminhou à Assembléia Legislativa (Alerj), no último dia 17, um projeto de lei destinado à criação de 368 cargos em sua estrutura térnico-administrativa.

Com o objetivo de ampliar o quadro de pessoal para dar agilidade e executar os projetos estratégicos, o órgão propõe 90 cargos para concursados e 278 para oomissionados, de livre nomeação.

Dos 90 cargos efetivos, 40 são para técnico superior e 50 para técnico (segundo a Assessoria de Imprensa do MPE, ambas funções deverão ser para a área administrativa).

Enquanto o primeiro cargo requer graduação em Administração, Ciências Contábeis, Direito ou Ciências Econômicas, o segundo exige nível médio (antigo segundo grau).

No último concurso para o quadro de apoio, promovido entre o fim de 2006 e inicio de 2007 e que ainda está em validade, as remunerações foram de R$2.622,63 (técnico administrativo) e R$4.271,99 (técnico superior administrativo).

A Assessoria de Imprensa informou que o órgão ainda não sabe se as prováveis 90 vagas serão preenchidas por meio do último concurso ou de um futuro.

A remuneração para assessor jurídico, cargo comissionado com o maior número de vagas no projeto, será de R$1.800. As demais funções serão de confiança e de perito.

Pela proposta, aprovada no Órgão Especial do Ministério Público, todas as contrataçiões deverão ocorrer em três anos. A previsão é que o projeto entre na pauta de votação da AJlerj a partir de 10 de março.

Em entrevista à FOLHA DIRIGlDA, o deputado Luiz Paulo (PSDB) criticou a proposta. "Acho o projeto muito ruim. O projeto da Defensoria Pública deveria ser um paradigma para o MPE. Jamais vi na minha vida uma instituição que exerce uma função de estado na área juridica fazer um Plano de Cargos e Salários, dos quais 75% dos cargos são comissinados e somente 25% de funcionários são estatutários. Eu acho que é um projeto insano. Vou produzir emendas praticamente em todos os artigos para ver se conseguimos alterar esses pontos", prometeu.

Já o parlamentar Marcelo Freixo (PSOL), que elogiou as 90 vagas para concurso, disse que ainda analisará melhor a proposta. "Sempre defendo a instituição do concurso público. Mas entendo a necessidade dos cargos e acho que não há má-fé por parte do MPE em querer prover essas vagas. Estou estudando o projeto para ver se o melhor caminho é criar os cargos para comissionados ou concursados", disse.

Entre o fim de 2006 e início de 2007, foi realizado o último concurso para o quadro de apoio do MPE. A validade havia se encerrado em 18 de maio do ano passado, mas como o órgão optou pela renovação por mais dois anos, a seleção foi estendida até a mesma data de 2011.

Apesar de terem sido oferecidas 281 vagas inidais, o órgão já convocou 796 aprovados, dos quais 61 técnicos superiores administrativos, 91 técnicos de notificação e atos intjiatórios, 200 técnicos superiores processuais e 444 técnicos administrativos.

Caso o projeto de lei seja aprovado na Alerj, os candidatos nos cadastros de reserva dos cargos de técnico administrativo (indusive superior) poderão ser beneficiados.

Fonte: Folha Dirigida
[...]

Polícia Federal

Planejamento com projeto que cria 3 mil vagas

o Ministério da Justiça confirmou que encaminhou para o Ministério do Planejamento o projeto de lei que reestrutura a carreira administrativa da Polícia Federal e cria 3 mil vagas na área.

Do total, duas mil são para técnico-administrativo (nível médio e médio-técnico) e mil para analista técnico-administrativo (nível superior).

Atualmente, as remunerações são de R$$2.988 e R$3.356 respectivamente.

Após a análise do Ministério do Planejamento, o projeto seguirá para a avaliação da Casa Civil, que ficará responsável de encaminá-Io para votação no Congresso Nadonal. De acordo com a presidente do Sindicato Nacional dos Servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal (SINPECPF), Leilane Ribeiro de Oliveira, tanto o sindicato quanto a Polícia Federal querem que o projeto seja aprovado ainda neste trimestre, para que o concurso possa ser realizado ainda este ano.

"É nossa vontade e da Polída Federal que o projeto de lei seja votado o mais rápido possível para que o concurso aconteça ainda neste ano. O diretor-geral da Polída Federal, Luiz Femando Corrêa, prevê a aprovação da lei ainda no primeiro trimestre deste ano", dedarou.

A presidente do SINPECPF informou que ainda não existe um levantamento de quais estados possuem maior carência de pessoal, porém destacou que todas as unidades da PF sofrem com a falta de servidores.

"Ainda não existe um estudo para verificar qual possui maior carênda, mas como sou do Acre, posso anrmar que lá existe uma carênda muito grande. Outro estado que sofre com o mesmo problema é São Paulo, com um total de apenas 192 servidores atuando em 18 unidades. Estou recebendo levantamento de diversas regiões e pelo visto tudo indica que existe déficit em todos os estados", afirmou.

O último concurso foi realizado em 2004 e organizado pelo Cespe/UnB. Um total de 299.027 inscritos disputaram 1.638 vagas. Os exames constaram de 120 itens, sendo 50 versando sobre Conhecimentos Básicos e 70 sobre Conhecimentos Específicos.

Fonte: Folha Dirigida
[...]

Tudo começou quando...

meus sobrinhos, e não são poucos, resolveram fazer concurso para o Tribunal de Justiça.

Eu já estava trabalhando como Auxiliar Judiciário, aprovada no concurso de 1993. Pediram-me que desse aulas.

Então nos reuníamos na casa de um deles aos finais de semana e estudávamos. Comecei a elaborar apostilas que eram chamadas por eles de "apostilas da Que-Quel".

Ah, devo dizer que também não foi fácil pra mim.

Sou caçula de uma família com dez filhos.

Meus pais, muito humildes, não podiam fazer mais do que faziam. Todos tivemos que nos virar muito cedo.

Mas eles estavam ali.... movidos de esperança. Me ensinaram que nunca devemos desistir dos nossos sonhos, não importa quantas vezes choremos... não importa se não chegamos em primeiro lugar... não importa se não alcançamos nossos alvos na primeira tentativa... não importam as adversidades... apenas continuem, dizia meu pai. E o via ali, praticando, ele mesmo, tudo o que ensinava.

E segui.

E então, como dizia, comecei a elaborar apostilas que foram ficando famosas... rsrs


No Fórum onde trabalhava, os colegas começaram a pedir que desse aulas. Mudei o local para minha casa e começamos a estudar.

E veio o concurso de 1997. Prova difícil.
Não obtiveram o êxito esperado. Mas não desistimos.

E veio o concurso de 2001. Estava já há algum tempo no TJ e resolvi que precisava mudar de cargo. Precisava passar para Analista. O que fazer? Pedi um mês de licença-prêmio e me tranquei em casa.

Prestem atenção. Tranquei-me!!! O tempo jogava contra mim. Minha licença foi deferida para 1º de julho de 2001 e a prova seria vinte e um dias depois.


Passava os dias lendo Codejrj e Estatuto e gravando a minha própria voz para escutar mais tarde, enquanto fazia outras tarefas.

Estudei o que pude, como pude.


E aí... em 2001 fui aprovada para Analista Judiciário (antigo Técnico Judiciário Juramentado). Gabaritei as questões de Codjerj e Estatuto.

Pouco tempo depois, estava trabalhando, quando um amigo, Vinícius, sabendo que eu havia gabaritado essas matérias, me convidou para dar aulas em Campo Grande-RJ.

Fui, morrendo de medo. Frio na barriga. Mas fui...

Lembra?? Jamais desistir!


Parece que gostaram... Daqui a pouco, ele mesmo , Vinícius, ao ser convidado para dar aulas em um curso da Barra, indicou meu nome para substituí-lo.

E lá fui eu... e assim, foram conhecendo meu trabalho.

Logo, estava sendo convidada para outro curso... e outro... e outro...


E tenho dado aulas desde então. A cada concurso, um novo desafio.

As apostilas da "Que-Quel" foram transformadas em apostilas da Professora Raquel Tinoco.

Amanda, minha sobrinha, está hoje no TJ-PR.

Outros sobrinhos seguiram rumos diferentes, sempre em frente, sempre na direção de seus sonhos. Estão chegando lá.


Meus alunos se tornaram meus amigos e isso me faz seguir.

Meu maior incentivo?? É acompanhar cada resultado e torcer por:

Admares, Alessandras, Alexandres, Alines, Amandas, Andréias, Andrezzas, Anicks, Arianes, Biancas, Bias, Brunos, Calixtos, Carlas, Carlos, Carlinhos, Carolinas, Carolines, Cidas, Christians, Constanças, Cristianes, Daniéis, Danielles, Deises, Denises, Diogos, Drês, Dris, Eneas, Fabíolas, Fábios, Fernandas, Filipes, Flávios, Freds, Giselas, Giseles, Ghislaines, Glórias, Hannas, Henriques, Ianos, Ilanas, Isabéis, Isabelas, Israéis, Ivanas, Ivans, Izadoras, Jackies, Jacques, Janes, Joões, Jeans, Julianas, Kayenes, Kátias, Lenes, Léos, Lúcias, Lucianas, Ludymilas, Luízas, Luzias, Magnos, Marcelas, Marcélis, Marcellas, Marcelles, Márcias, Marcys, Marianas, Marias, Megs, Meles, Mônicas, Patrícias, Pattys, Paulos, Pedros, Pritzes, Rafas, Rafaéis, Raphas, Raquéis, Renatas, Renées, Robertas, Robertos, Rodrigos, Rogérias, Silvanias, Simones, Sérgios, Suelens, Suellens, Tassianas, Tatis, Vanessas, Vicentes, Wilsons....

Deus os abençoe.

não desista!

não desista!

Postagens

Blogs & Sites

 

Proibida a cópia, sem autorização, dos textos, fotos e material de aula aqui apresentados©2009 Professora Raquel Tinoco | by TNB