domingo, 31 de janeiro de 2010

As Aparências Enganam

[...]

Nossos Heróis no Haiti

Guapimirim, 27 de janeiro

Tudo bem com nosso herói no Haiti. Nos falamos por telefone.


"Porto Príncipe, Haiti, 28 de janeiro de 2010 - 21:14:56 - 16 dias após o terremoto

Oi, Quel

Vi o vídeo que o Edson fez em Macaé, ficou mt bom. Estamos todos bem e já temos data de retorno, seremos substituidos no dia 5 ou 9 de fevereiro pra um descanso, deveremos voltar pro Haiti no dia 26 de fevereiro pra mais um período de três semanas. Vamos combinar aquele churrasco, estou sonhando com uma picanha na brasa. Bjos e obrigado pelos vídeos."

Guapimirim, 29 de janeiro de 2010 - sem notícias

Guampimirim, 30 de janeiro de 2010 - sem notícias

Guapimirim, 31 de janeiro de 2010 - sem notícias

Guapimirim, 01 de fevereiro de 2010 - nos falamos pelo msn. Tudo bem, dentro do possível.
[...]

sábado, 30 de janeiro de 2010

Aos Guerreiros do BACEN



Tantas vezes os vi, ora ansiosos, ora otimistas; ora preocupados, ora confiantes; ora cansados, ora cheios de vigor... mas os vi. Continuaram ali. Não se deixaram levar por aqueles que desistiram no meio da batalha. Já são vencedores!!! Considerem-se vitoriosos!!!

É apenas mais uma etapa e, como tudo na vida, alguns terão seu prêmio neste embate, outros lutarão um pouco mais. O importante é estar no front. Desistir??? Nem pense!!! Jamais!!!

Por isso convoquei mais torcedores!!!
[...]

Meu nome é Mulher!

Meu nome é MULHER!

No princípio eu era a Eva
Criada para a felicidade de Adão
Mais tarde fui Maria
Dando à luz aquele
Que traria a salvação
Mas isso não bastaria
Para eu encontrar perdão.
Passei a ser Amélia
A mulher de verdade
Para a sociedade
Não tinha a menor vaidade
Mas sonhava com a igualdade.
Muito tempo depois decidi:
Não dá mais!
Quero minha dignidade
Tenho meus ideais!
Hoje não sou só esposa ou filha
Sou pai, mãe, arrimo de família
Sou caminhoneira, taxista,
Piloto de avião, policial feminina,
Operária em construção...
Ao mundo peço licença
Para atuar onde quiser
Meu sobrenome é COMPETÊNCIA
E meu nome é MULHER..!!!!

Autor Desconhecido
[...]

Pra descontrair...

UM DIA CONSIGO VIVER SEM ESPOSA!!!!

O marido e a mulher não se falavam há uns três dias. Entretanto, o homem se lembrou que no dia seguinte teria uma reunião muito cedo no escritório. Como precisava levantar cedo, resolveu pedir à mulher para acordá-lo. Mas para não dar o braço a torcer, escreveu num papel: 'Me acorde às 6 horas da manhã'.

No outro dia, ele levantou e quando olhou no relógio eram 9:30h. O homem teve um ataque e pensou: -'Que droooooooga! Mas que absurdo! Que falta de consideração, ela não me acordou...'

Nisto, olhou para a mesa de cabeceira e reparou um papel no qual estava escrito:

'...São seis horas, levanta!!!'

Moral da História:

Não fique sem conversar com as mulheres, elas ganham sempre, estão certas sempre e são simplesmente geniais no troco!!!!!!

O casamento é a relação entre duas pessoas, onde uma pessoa está sempre certa e a outra, é o marido!

Brincadeirinha, ein. rsrsrs Maridos, não se ofendam!!!

Enviado por e-mail de Elisete Martins
[...]

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Garça

[...]

O Vôo do Carcará



Canção da Alvorada
João Alexandre
Composição: João Alexandre

Fim de madrugada, luz do sol
Marejando o dia que já vai chegar.
Pousa um passarinho na janela:
Lá vem ela, manhã.

E aqui de joelhos eu estou
Contemplando a última estrela.
Cantando a canção da alvorada:
Pra te fazer feliz, pra te louvar,
Pra te reconhecer, pra te encontrar,
Pra ver no sol que nada sou sem tua luz,
Só pra saber que nada sou sem ti, Jesus.
[...]

Adson

[...]

Nossos Heróis Aqui

Adson, alguns de vocês sabem, por terem lido minhas histórias, é meu sobrinho. Faleceu em um acidente de carro, em 23 de julho de 2006.

Adson era músico, tocava bateria e violão. Foi aprovado em um concurso para sargento músico dos Fuzileiros Navais. Tocava bateria na banda.

Após sua morte, sua bateria ficou ali, montada em seu quarto e silente. Nós a víamos naquele canto e era uma forma de ouvir os sons da baqueta.

Isso durou até que... um dia, na posse de pastores na Igreja Congregacional da Tijuca - RJ, as batidas da Odery se fizeram ouvir novamente. Estávamos lá, lógico. O resultado:

[...]

Nossos Heróis no Haiti

"Porto Príncipe, Haiti, 26 de janeiro de 2010 - 23:36:50 - 15 dias após o terremoto

Sim, Quel

Estão bem, só não sei por quanto tempo. Os EUA querem a área onde eles estão instalados e a coisa foi parar no Ministério das Relações Exteriores, parece que as nossas previsões estão se confirmando.

Vi o vídeo do Valmir, ficou mt bom. Só não sabia que ele era tão feinho, quando criança. Não que ele tenha ficado bonito, não é isso, ficou menos feio. rsrsrs

Tenho ouvido as músicas tb, todas elas. Agora já sei onde encontrá-las e as ouço com frequência, tem sido uma fonte de paz e tranquilidade.

Diga pra Ruth ficar tranquila, depois eu ligo pra ela e converso um pouquinho.

Bjos e até amanhã"

Guapimirim, 27 de janeiro de 2010

Oi mano,

Entende o que falei? Este é o meu medo, desde o início. As relações políticas. A intransigência humana pode ser muito mais destrutiva que um terremoto. Hoje ouvimos na Band que ontem, na antiga sede do Governo Haitiano, houve distribuição de água e alimentos em quantidade insuficiente e os mais fortes tomavam os alimentos dos mais fracos. A situação no País é desesperadora, eles se sentem em um abismo, sem ter para onde correr. Imagine!!! É o país mais pobre das américas e agora, quase que totalmente destruído. Uma crise política só aceleraria o processo de destruição. Tomara que a solidariedade e o amor ao próximo sejam capazes de sobrepujar o egoísmo e a vaidade.

Quanto ao Valmir, cá para nós, era feinho mesmo. kkkkkkk

Vou enviar um vídeo lindo que o Edson fez em uma de suas viagens para pregar em um retiro. Foi em Macaé. Será o seu toque de alvorada. Sei que já deve estar acordado, mas mesmo assim ouça.


[...]

Um pedido de ajuda

E-mail repassado por Carlinho Motta - http://carlinho-motta.blogspot.com

"Fica sempre um pouco de perfume nas mãos de quem oferece rosas (...)

Leia com atenção
Estranho caso clínico

O parto foi através de cesariana, pois até a data prevista 31/3 não houve sinais, então optamos pela cirurgia.

Pedro nasceu muito bem. Chorou logo e teve nota 9 de Apgar.

Nasceu com 48 cm e pesou 3,430kg.

Seu primeiro ano de vida foi ótimo, com desenvolvimento perfeito e nenhuma doença.

Sentou com cinco meses, andou com 11 meses, disse as primeiras palavras com 7 meses e antes disso já emitia sons naturais de um bebê.

Com um ano e dois meses, certa tarde durante o sono, Pedro acordou assustado como estivesse se engasgando.

Isso se repetiu por mais alguns dias até que fomos ao médico.

Este viu uma crise, suspeitou de refluxo-gastresofágico e solicitou alguns exames.

Nesta época, estas crises aconteciam mais ou menos 10 vezes ao dia e duravam aproximadamente 15 segundos.

Como os exames não acusaram nada, por indicação do médico, procuramos um neurologista infantil que disse tratar-se de crises convulsivas.

Fizemos um primeiro eletro encefalograma que foi normal.

Procuramos o Dr.Salomão Schwartzmam, que o avaliou e considerou-o logicamente perfeito.

Nesse período, as crises aumentavam em quantidade e intensidade.

Assim, em agosto de 90 ele foi internado na UTI pela primeira vez com aproximadamente uma crise a cada 3 minutos.

Ficou no Hospital 20 dias e saiu com as crises mais controladas... Fez uma Tomografia Computadorizada que foi normal.

O segundo eletro acusou foco irritadiço do lado direito cérebro.

Apesar de tudo isso, seu desenvolvimento continuava normal, porém mostrava-se mais sonolento..

As crises continuavam; eram crises mistas.

Em outubro de 90, percebemos que ele estava sorrindo menos, chorando menos e que quando sorria, o lado esquerdo de seu rosto parecia paralisado.

Em novembro de 90, percebi que ele usava menos o braço esquerdo. Os médicos chamaram de seqüelas. Em dezembro de 90, fizemos uma ressonância magnética de crânio, um exame de Fundo de Olho alguns exames para detectar erros inatos do metabolismo. Todos os exames foram normais.

Nessa época, ele já apresentava dificuldade para caminhar e falava menos. Mantinha uma média de mais ou menos 20 crises por dia.

No decorrer de sete meses mudamos de médicos por diversas vezes vários anticonvulsivantes foram testados.

Porém o efeito nunca era totalmente satisfatório.

E esteve internado mais duas vezes para controlar crises mais frequêntes Em janeiro de 91, Pedro foi internado mais uma vez e saiu do hospital sem andar, sentar ou falar.

Em fevereiro, novamente foi internado com crises muito fortes, ficou 20 dias no Hospital.

As crises já duravam 1 min, manifestando-se a cada 10 min.

Nessa ocasião, foi medicado com cortisona e fez vários exames de Metabolismo, porém nada foi encontrado...

A habilidade motora dele ficou debilitada.

Quando teve alta, não segurava a cabeça, não sentava sozinho e parecia não reconhecer ninguém, além de não fixar o olhar em nada.

O tempo foi passando, e com seções de fisioterapia e muito carinho Pedro foi conseguindo alguns pequenos progressos.

Continuávamos nossa maratona em médicos e exames, porém nada acontecia.

Suas crises ficaram um pouco mais controladas, manifestando-se somente durante o sono, aproximadamente 8 episódios por noite, com duração de cerca de 1 min.

No final de 95, ele ficou alguns dias consecutivos sem apresentar crises.

Nestes últimos anos, repetiu alguns exames, porém nada de novo foi encontrado.

Teve complicações pulmonares e tomou muito antibiótico. Nos últimos meses de 95, Pedro readquiriu o controle da cabeça e ganhou maior firmeza no tronco.

Passou a fixar o olhar nas pessoas e objetos, porém ainda não manifestando desejo de pegá-los.

Seu rosto ficou mais expressivo, apesar de ainda não rir ou chorar.

Em janeiro de 96, repetimos a Ressonância Magnética que se apresentou tal e qual a anterior, segundo o médico que assinou o laudo.

O Dr. Fernando Arita, seu médico atual, diagnosticou que Pedro tem um cérebro um pouco menos denso do que uma criança de 7 anos.

Repetimos também o eletro encefalograma, que se apresentou bem melhor que o anterior, com crises mais localizadas. Fizemos também, um estudo de Cariótipo (pai, mãe e filho) com a Dra.Rita de Cássia Stoco e nada foi encontrado.

Disse suspeitar de Doenças Mitocondriais e sugeriu que fizéssemos um estudo de DNA. Foi feita também, uma dosagem de aminoácidos no sangue e cromatografia de açúcares na urina.

Atualmente, Pedro mantém cerca de 4 crises convulsivas durante o sono, principalmente a partir das horas da madrugada. Em suas crises estica braços e pernas, gira a cabeça para a esquerda e chora..

Duram cerca de 45 segundos. Sua atenção continua fixa nas pessoas e objetos, porém não se movimenta espontaneamente.

Readquiriu razoável controle de tronco, porém não senta, não fica em pé, não fala, não sorri ou chora.

De dois anos para cá, desenvolveu uma escoliose bastante preocupante. Está medicado com Rivotril, Valpakine e Tryleptal.

Pedro, atualmente, está com 15 anos. Durante todos estes anos, não encontramos uma resposta para o que acontece com Pedro, e, também nunca encontramos alguém com problema semelhante para trocar experiências.

Se você puder ajudar, se for médico ou já conheceu alguma criança com o mesmo problema, por favor, nos escreva.

Se não, passe essa mensagem para frente para que encontre o destino certo.

Muito Obrigado,

Liane e Manoel.

Nosso endereço: Rua Conselheiro Brotero, 1559 apto 134 CEP 01232-011 São Paulo - SP - BRASIL

Fone: (11) 3662.4826"
[...]

De Alice para os Concurseiros do BACEN



Move as Águas
Comunidade Cristã da Gôiania
Composição: Pr. Neule & Pra. Milla

Quanto tempo esperei
Chegou a minha vez
Sei que hoje é meu dia, Jesus está aqui (2x)

Move as águas Senhor
Move as águas
Vou mergulhar, vou restaurar a minha vida
Move as águas Senhor
Move as águas
Vou mergulhar, me libertar
Sim move as águas
[...]

Aos Concurseiros

Um recado de Alice, aluna, por e-mail:

Antes, alguns comentáriio:

1. Obrigada pelo "bonitona" rs
2. Boa sugestão ao Guerra. Vou encaminhar ao Curso.
3. Deus os abençoe, concurseiros. Deus a abençoe, Alice.

"Queridos amigos concurseiros,

como é difícil a fase que passamos, não é mesmo?

Bem, diz o Willian Douglas para termos em mente que o sofrimento é passageiro e o cargo é permanente.

O que passamos, na minha opinião, em alguns momentos, chega a beirar o desumano. Por outro lado há tanto que temos a agradecer e a nos alegrar, tais como:

1. Ter encontrado colegas, companheiros de jornadas que são verdadeiras riquezas em nossa vida. Já ouvi de professores que estamos numa guerra e que os nossos colegas são nossos 'inimigos'. Discordo, porque até na guerra precisamos ter e ser aliados. Aliados que ensinam, que dão dica, ânimo, que cedem material se algo imprevisto nos impede de estar em uma aula e há trocas que são imensuráveis.

2. Gente, o que dizer de professores como o Motta? Vibrante, alegre, humano, íntegro e que tem todo interesse em nos ensinar de maneira eficiente e eficaz. Esse professor é uma pérola. Que Deus retribua em dobro o que ele faz por nós.

3. E a professora Raquel? Bonitona, séria, delicada, criando diversos quadros-resumos, de maneira a facilitar o nosso aprendizado. Vocês não sentem que ela, assim como o Motta e o Justino se interessam verdadeiramente pela nossa vitória?

4. Professor Justino. Aprendi tantas coisas básicas que nunca haviam entrado na minha mente. Que professor dedicado. É palpável o interesse que ele tem em que os alunos aprendam.

5. O professor Leandro Vieira que nos "massacrou" com exercícios de Raciocínio Lógico e teve toda a paciência em nos ensinar tantas lógicas ilógicas. É outro que não está em sala apenas para cuspir em cima dos alunos os seu conhecimentos, mas tem didática, sabe como transmitir os conhecimentos e a vitória dele é ver que os alunos estão aprendendo.

6. Gente, não é uma bênção também ter um lugar como o CEGM para estudarmos? Vários professores bem qualificados, as meninas e meninos que nos atendem superbem, as acomodações excelentes. Só não podem aumentar os preços e deveriam criar um programa de desconto fidelidade, para nós que ficamos por tanto tempo frequentando e participando dos cursos. Não é uma boa idéia?

Desejo do mais profundo da minha alma, como com certeza vocês também, conquistar uma vaga no BACEN. Tomara Deus que sigamos juntos para o curso de treinamento. Podemos não ter feito tudo, mas fizemos tudo o que pudemos. Dedicamos o nosso máximo e devemos seguir para a prova com esse sentimento. Que estamos indo com o nosso tudo. Vou para a prova como quem vai fazer exercícios. Esse bem que quero para mim, também o quero para você.

Hoje pela manhã acordei com uma música na minha mente. O link: http://www.youtube.com/watch?v=Hkq3lw9opfY

Jesus moveu as águas para atender as necessidades urgentes e angustiantes na vida de algumas pessoas. Que Ele mova as águas para você e para mim também.

Queridos companheiros, um beijo grande no coração de cada um de vocês.

Alice

PS.: Se alguém tiver o e-mail do Vitor e do Pedro pode passar para eles?"

[...]

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Nossos Heróis no Haiti

Guapimirim, 25 de janeiro de 2010 - sem notícias

Guapimirim, 26 de janeiro de 2010 - notícias!!! Oba!!!

"Porto Príncipe, Haiti, 26 de janeiro de 2010 - 17:45:18 - 14 dias após o terremoto

Boa tarde, Quel

Estamos todos bem, querida. Passei o dia de ontem e o de hoje no aerporto, ajudando na montagem de outra estrutura de comunicações, nossos amigos estavam sem banho e trabalhando desde a madrugada de domingo. Passaram por maus momentos pra chegarem aqui, o avião perdeu um motor na decolagem em Boa Vista e eles não tiveram pista suficiente pra arremeter. Decolaram com três motores e voltaram pro pouso em emergência. Não é mole, não!!!!!

A vida aqui no HCAMP está mais tranquila e os atendimentos têm sido de casos menos graves, parece que os próximos dias serão mais tranquilos.

Bjos na Ruth, estou com saudades dela e de todos vcs, espero vê-los em breve.

Bjos"

Guapimirim, 26 de janeiro de 2010 - 21:10:29

Coitados!!!

Mas agora estão bem, espero.

Aqui todos estão bem e ansiosos com sua volta. A Ruth ora todos os dias, tem pesadelos, dá uma choramingada de vez em quando, mas resiste pedindo a Deus que o guarde.

Alguns alunos comentam suas notícias. Estão acompanhando e torcendo que tudo corra bem até sua volta. São solidários. Tem ouvido as músicas. Viu o vídeo do Valmir? Ele gostou bastante. Ficou bem legal.

Boa noite.

Mando outra múisica de "ninar".

http://www.youtube.com/watch?v=Xdmr5VkZKT0
[...]

Apenas Ouça...



Abraça-me
David Quinlan
Composição: David Quinlan

Quero ser como criança
Te amar pelo que És
Voltar à inocência
E acreditar em Ti
Mas às vezes sou levado
pela vontade de crescer
Torno-me independente
e deixo de simplesmente crer.

Não posso viver longe do Teu amor, Senhor
Não posso viver longe do Teu afago, Senhor
Não posso viver longe do Teu abraço, Senhor
Não posso viver longe do Teu amor, Senhor
Não posso viver longe do Teu afago, Senhor
Não posso viver longe do Teu abraço, Senhor

Abraça-me, abraça-me, abraça-me,
Com Teus braços de amor
Abraça-me, abraça-me, abraça-me,
Com Teus braços de amor

Não posso viver longe do Teu amor, Senhor
Não posso viver longe do Teu afago, Senhor
Não posso viver longe do Teu abraço, Senhor
Não posso viver longe do Teu amor, Senhor
Não posso viver longe do Teu afago, Senhor
Não posso viver longe do Teu abraço, Senhor
[...]

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Apenas ouça...



Lembra Senhor
Toque No Altar
Composição: André Rodrigues, Luiz Arcanjo e Davi Sacer

Quando não posso te ouvir
E o meu clamor
Já não muda o Teu silêncio
São nuvens que escondem o sol
E tornam o dia tão escuro quanto a noite
Então lembro que não podes me esquecer
Se o meu nome está gravado em Tuas mãos
Mesmo que ainda eu não consiga ver
Sei que se levantarás em meu favor

Lembra Senhor,
Juraste o Teu amor
E nada pode mudar o que sentes por mim
Nem os meus pecados
Lembra Senhor,
E faz mais uma vez os Teus sinais
E saberão que ainda És o mesmo Deus

Que revelou a sua Glória a Israel
E que por amor abriu o mar parou o sol
Sei que farás o mesmo em meu favor.
[...]

Nossos Héróis no Haiti

Guapimirim, 24 de janeiro de 2010

From: raquel.tinoco@hotmail.com
To: sergio.tc@hotmail.com
Subject: RE: Mais fotos
Date: Sun, 24 Jan 2010 23:27:56 -0200

Para vc.

http://www.youtube.com/watch?v=8E-4ocp4MgY


"Haiti, 24 de janeiro de 2010

Obrigado, Quel

Estava precisando fechar os olhos e sair daqui, encontrar um refugio de paz e vc me mostrou o caminho. Obrigado, sinto as minhas forças renovadas pra mais uma semana.

Porque dizes, ó Jacó, e tu falas, ó Israel: O meu caminho está encoberto ao Senhor e o meu juízo passa despercebido ao meu Deus? Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o Senhor, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? É inescrutável o seu entendimento. Dá força ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Os Jovens se cansarão e se fatigarão e os moços certamente cairão, mas os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias, correrão e não se cansarão, caminharão e não se fatigarão.

Bjos, dormirei em paz."

Guapimirim, 25 de janeiro de 2010

Oi, meu irmão

A mão do Senhor não está encolhida. Jamais o desamparará.

Vou mandar mais músicas. Lembre-se: em meio aos louvores Deus habita.

Nós o amamos, não se esqueça.
[...]

domingo, 24 de janeiro de 2010

Apenas Ouça...



Essência da Adoração
David Quinlan
Composição: Matt Redman

Quando a música esmorece
E o resto desaparece
Simplesmente a Ti me achego
Ansiando oferecer algo de valor
Pra abençoar meu coração

Mais que uma canção eu Te darei
Pois apenas uma canção, não é o que queres de mim
Mais profundo busca Senhor
Do que os olhos podem ver: queres meu coração

Estou voltando à essência da adoração
E a essência és Tu, a essência és Tu Jesus
Ó me perdoa pelo que eu fiz dela
Quando a essência és Tu, a essência és Tu Jesus

Rei de imensurável valor,
ninguém pode expressar

O quanto és digno
Embora eu seja pobre e fraco,
tudo que tenho é Teu

Cada fôlego meu.
[...]

Tempestade



[...]

Nossos Heróis no Haiti

Guapimirim, 23 de janeiro - sem notícias.


Hoje, uma ligação e um e-mail. Recebeu minhas fotos com a família.

"Porto Príncipe, Haiti, 21 de janeiro de 2010 - 12 após o terremoto

Gente, o que isso?!?!?!?!?!?! kkkkkkkkkkk, parecem elefantes marinhos.

Quel, desculpe-me por não ter respondido antes. Estamos todos bem, graças a Deus, resistindo aos problemas do nosso dia a dia. O hospital de campanha continua a todo vapor e agora estamos entrando em outra fase, os atendimentos de traumas diminuiram mt e isso é mt bom, acabaram as amputações e agora estamos na fase ambulatorial. O grande problema é que os pacientes vêm ao hospital queixando-se de alguma enfermidade que não existe, querem apenas uma refeição e uma cama pra dormir. Os que recebem alta inventam novas doenças, pois não têm pra onde ir. Tivemos casos de mães que deram à luz aqui no hospital e não sabiam o q fazer com as crianças, queriam dar pros médicos. Estamos no nono dia de operação aqui no Haiti e começam a aparecer os primeiro sinais de estresse. Agora temos que ter mais cuidado nas relações. Faz dois dias que a terra não treme, contrariando as previsões de um outro terremoto ainda mais forte. Deus queira que estejam errados e se estiverem certos, que Ele não permita, pois será o fim deste pais. Gostei de ver a família reunida na casa do Valmir e acho que isso deveria ser mais constante, ele é um gigante só no tamanho, apesar da força que tem nos mostrado. Podemos marcar um churrasco na pousada, vamos comprar um boi bem grande e reunir a família (creio que um boi deva ser suficiente), faremos o churrasco e depois a gente se diverte com o nado assíncrono dos elefantes marinhos. rsrsrsrsrs

Bjos, minha querida, e obrigado pela força."


Guapimirim, 24 de janeiro de 2010.

Que alívio com as notícias. Também tenho medo das relações políticas. Estamos orando por isso também. Agora vamos interceder para que haja misericórdia, que nenhum outro grande tremor atinja o país.

A situação dos haitianos nos comove. Diferente do que ocorre em outros países, com suas catástrofes, para nós há um sentimento maior, porque muitos bem próximos estão aí. Vocês têm presenciado o sofrimento e ao passarem isso nos transmitem a emoção nas palavras. Sentimos muito por eles. Não podemos, é verdade, medir o tamanho da dor, mas tentamos nos colocar um pouco no lugar de cada um.

Bem, acho que um boi será o suficiente se Valmir e Toni estiverem de regime. rsrsrs Estar perto destes meninos é divertido demais. Fico feliz com o tamanho desta família. Meus "albinhos" de fotos quase não se repetem.

Não nos deixe sem notícias, nem que seja um oi. Amamos você.

Depois mando mais fotos.
[...]

Sugestão

Antes que venham ventos e te levem
do peito o amor — este tão belo amor,
que deu grandeza e graça à tua vida —,
faze dele, agora, enquanto é tempo,
uma cidade eterna — e nela habita.

Fragmento do poema de Thiago de Mello
[...]

Simples, simples assim...

LEVANTAREI os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro.

O meu socorro vem do SENHOR que fez o céu e a terra.

Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não tosquenejará.

Eis que não tosquenejará nem dormirá o guarda de Israel.

O SENHOR é quem te guarda; o SENHOR é a tua sombra à tua direita.

O sol não te molestará de dia nem a lua de noite.

O SENHOR te guardará de todo o mal; guardará a tua alma.

O SENHOR guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre.

Salmo 121
[...]

Desafiando os Gigantes

O Gigante Inveja

“Era uma vez um sujeito muito simples, que ganhava a vida quebrando pedras. Ele tinha saúde, emprego, família, mas, vivia permanentemente insatisfeito.

Um dia ele passou em frente à casa de um homem muito rico e importante e sentiu uma terrível inveja ao vê-lo cercado de bens valiosos e pessoas importantes.

Ah... como ele queria ser como aquele homem!

Então, inexplicavelmente, como num passe de mágica... plim! Ele foi colocado no lugar do rico.

Mas, quando ia começar a usufruir o luxo e o poder, passou em frente àquela casa um importante general, montado num magnífico cavalo, e todos se curvavam diante dele.

O quebrador de pedras novamente sentiu inveja e desejou ser aquele general e, mais uma vez, plim! Lá estava ele, em cima do cavalo.

Mas, quando ia começar a desfrutar o prestígio do general, caiu do cavalo, devido ao forte calor do sol do meio-dia. Então, ele invejou o sol e... plim!

Mas, quando ia começar a experimentar todo o poder de seus raios, uma nuvem escura veio e tapou-lhe a visão e interrompeu seus raios. Invejou a nuvem escura e... plim!

Mas, quando ia começar a tapar os raios do sol, passou um forte vento e jogou a nuvem pra longe. Invejou o vento e... plim!

Mas, quando ia começar a jogar nuvens escuras para bem longe, uma montanha quebrou o vento. Invejou a montanha e... plim! Tornou-se a montanha.

Ah... agora, finalmente, parece que ficou satisfeito, pois, parecia-lhe que, em todo o mundo, nada era mais poderoso que uma grande e inabalável montanha.

Mas, foi nesse pequeno e único momento de satisfação que ele ouviu um som que lhe era bastante familiar, o som de uma pesada marreta de ferro manejada com habilidade por um musculoso quebrador de pedras, quebrando a montanha devagarinho”.

Podemos dizer que a inveja é a “arte” de querer o lugar do outro.

Então:

É uma mentira, pois leva uma pessoa pensar que poderá ser outra;
É uma doença, pois não deixa a pessoa enxergar o que é, o que faz e o que tem;
É desestimulante, pois faz a pessoa seguir sempre o caminho mais curto, o caminho mais fácil;
É uma tentação, pois todos os que lhe deram ouvidos deixaram de ouvir a Deus.

Agora... é muito fácil de identificá-la. Se um dia você ficar triste com a felicidade do outro, provavelmente a inveja está querendo tomar conta do seu coração. Cuidado ela mata, a alma.

Pr. Willians Corel Ribeiro
[...]

sábado, 23 de janeiro de 2010

Nossos Heróis no Haiti


2010 - 22 de janeiro - 10 dias depois do terremoto.

"Bom dia, meu irmão. Que a paz de Deus o alcance mais uma vez.

Raquel."


"Porto Príncipe, Haiti, 22 de janeiro de 2010.

Oi, Quel
Estou em paz, apesar dos insistentes tremores. Hoje foram dois, um sacudiu a cama no meio da madrugada, todos de pequenas intensidades, mas o suficiente para assustar. Seguimos a nossa rotina de trabalho dentro do hospital, conectando o Haiti ao Brasil, transmitindo tranquilidade aos nossos familiares. Hoje falei com a Claudia, queria saber do Valmir e ela confirmou a metástase, confesso que estou abalado. O Valmir é mais que um sobrinho, tenho por ele um carinho e uma admiração mt especial e creio que ele passará por mais essa fase, com a mesma força que Deus tem dado. Vou colocar mais umas 'fotinhas' pra vc, andei recebendo elogios da Nubia e isso despertou a minha vocação de modelo. Bjos na Rutinha e abraços pro Paulo, estou sonhando com uma picanha na brasa."

PS Meu sobrinho Valmir (já escrevi sobre ele) está com câncer e houve avanço para o fígado.

Guapimirim, 23 de janeiro de 2010

Bom dia, meu querido.

Ontem fomos visitar o Valmir. Eu, Paulo, mamãe, Cely, Jônatas, Sarli, Gabi, Bárbara e Lídia. Sentimos sua falta. Valmir perguntou por vc e disse que é muito corajoso e que ele o admira muito. Rimos das histórias do 'rancho'. Foi muito bom. Ele, como sempre, uma rocha. Agiu como sempre age, como se nada estivesse acontecendo. Nos fez rir, nos consolou, nos fez amá-lo ainda mais. Flávia e toda a sua tropa chegou e Elizete também foi. Vou mandar uma foto para vc. Foi um dia de muita emoção e alegria. Ele apenas pede para que estejamos em paz. Confiamos em Deus.

Paulo disse que vai recebê-lo com aqueeeeeele churrrrrrrasco. Ah, deixa de ser convencido. Vou mandar umas fotos dos 'rapazes' fazendo nado 'dessincronizado' na piscina. Quem diria????

Sua irmã.
[...]

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Nossos Heróis no Haiti

2010 - 21 de janeiro - 09 dias após o terremoto.

"Porto Príncipe, Haiti, 21 de janeiro de 2010.

Quel,

Hoje a alvorada foi mais calma, uma linda manhã de céu azul e sem tremores de terra. Ontem aconteceu o primeiro óbito no Hospital, um homem com infecção generalizada e os médicos não puderam fazer mt coisa por ele. A rotina diária do acampamento é a mesma dos outros dias, ambulâncias entrando e saindo a todo instante, crianças chorando, pessoas procurando parentes, gritos no centro cirúrgico, pessoas sendo amputadas, enfim...estamos vivendo dias de guerra e já foram contabilizados mais de 400 atendimentos, com uma média de 200 cirurgias. No mais, minha querida, estamos todos bem e seguros, agradeça a Ruth pelas orações, certamente Deus as tem ouvido, dando-nos a força e a proteção necessárias pra cumprirmos a nossa missão. Diga-lhe que eu a amo e que sinto saudades, tb estou enviando fotos do acampamento, para que vcs vejam que estamos seguros.

Bjos, minha irmã."









[...]

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Nossos Heróis no Haiti

2010 - Dia 20 de janeiro - oito dias após o terremoto

"Oi, Quel. Estou bem, graças a Deus. Hoje fomos acordados com um tremor de magnitude 6.1, felizmente não tivemos problemas aqui no Hospital de Campanha. Estamos alojados em barracas e o terreno é descampado. Tb estou feliz por estar aqui, apesar de presenciar tanto sofrimento e dor. Mandei algumas fotos, não sei se vc as recebeu, elas mostram um pouco do nosso trabalho aqui no Haiti, as cenas não são agradáveis, na maioria são pessoas que tiveram algum membro amputado, assim tem sido a nossa rotina. Obrigado pelas orações e, por favor, troque a foto do blog, ela está horrível. Bjos e um grande abraço na Mãe.

Sérgio Tinoco"

"Que nada, agora que você está no Haiti e eu estou preocupada só vou fazer elogios, mas quando vc voltar, eu retomo as implicâncias. rsrs Então:

'Ora, meu querido, você nunca fica feio em fotos. kkkkk'

Vou fazer um diário com as suas notícias e postá-las no blog. Mande para mim, todos os dias, suas notícias e as notícias do Haiti. Assim, podemos nos sentir mais perto de você. Mande fotos, sempre que puder.

Raquel"

"As minhas notícias não são diferentes das que vc tem visto e lido na imprensa, a única diferença é que estou dentro de um hospital, vivendo uma outra relidade. Ontem a nossa alvorada, às 6 da manhã, foi ao som da música começar de novo, do Ivan Lins. Confesso que parei pra refletir na mensagem, que já ouvira várias vezes, mas sem prestar mt atenção. A mensagem não era só pros haitianos, mas tb pra todos os militares dos contingentes das Forças de Paz e Hospital de Campanha. "Começar de novo e contar comigo, vai valer a pena ter amanhecido". Nessa hora, eu estava caminhando pro rancho e podia ver a tristeza estampada nos rostos dos militares, tristeza pela perda de 20 companheiros, tristeza pela perda do povo que aprenderam a amar, depois de anos de trabalho neste país e tristeza pela perda do bom trabalho que executaram aqui. "Começar de novo" é a ordem dada, não importa quanto tempo mais terão que trabalhar aqui ou quão dura será a missão de reconstruir. "Contar comigo" é o brado em resposta à ordem dada e tb uma forma de agradecimento "por terem amanhecido", tem que valer a pena um outro dia de vida.

Sérgio Tinoco"

"Eu imagino. Temos um outro militar aqui da igreja que também está aí. Não sei a que força ele pertence, se aeronáutica, exército, sei lá. O nome dele é Tiago Cardoso. Também não sei em que área ele está servindo. Foi convocado e não pôde nem mesmo se despedir da família. Foi com a roupa do corpo, igual aquela vez em que vc foi convocado tb. São experiências marcantes e que jamais o deixarão. Sei que elas o farão refletir sempre e vão torná-lo cada vez mais especial. Receba a nossa força. Mamãe ora por vc todos os dias. Há um pedido muito especial dela que se repete a cada oração: 'Senhor, guarda o meu filho, não o deixe sozinho'. Nós sabemos que não está sozinho.

Raquel"

[...]

Os Estatutos do Homem

Os Estatutos do Homem (Ato Institucional Permanente)

A Carlos Heitor Cony

Por Thiago de Mello

Artigo I: Fica decretado que agora vale a verdade, agora vale a vida, e de mãos dadas, marcharemos todos pela vida verdadeira.

Artigo II: Fica decretado que todos os dias da semana, inclusive as terças-feiras mais cinzentas, têm direito a converter-se em manhãs de domingo.

Artigo III: Fica decretado que, a partir deste instante, haverá girassóis em todas as janelas, que os girassóis terão direito a abrir-se dentro da sombra; e que as janelas devem permanecer, o dia inteiro, abertas para o verde onde cresce a esperança.

Artigo IV: Fica decretado que o homem não precisará nunca mais duvidar do homem. Que o homem confiará no homem como a palmeira confia no vento, como o vento confia no ar, como o ar confia no campo azul do céu.

Parágrafo único: O homem, confiará no homem como um menino confia em outro menino.

Artigo V: Fica decretado que os homens estão livres do jugo da mentira. Nunca mais será preciso usar a couraça do silêncio nem a armadura de palavras. O homem se sentará à mesa com seu olhar limpo porque a verdade passará a ser servida antes da sobremesa.

Artigo VI: Fica estabelecida, durante dez séculos, a prática sonhada pelo profeta Isaías, e o lobo e o cordeiro pastarão juntos e a comida de ambos terá o mesmo gosto de aurora.

Artigo VII: Por decreto irrevogável fica estabelecido o reinado permanente da justiça e da claridade, e a alegria será uma bandeira generosa para sempre desfraldada na alma do povo.

Artigo VIII: Fica decretado que a maior dor sempre foi e será sempre não poder dar-se amor a quem se ama e saber que é a água que dá à planta o milagre da flor.

Artigo IX: Fica permitido que o pão de cada dia tenha no homem o sinal de seu suor. Mas que sobretudo tenha sempre o quente sabor da ternura.

Artigo X: Fica permitido a qualquer pessoa, qualquer hora da vida, uso do traje branco.

Artigo XI: Fica decretado, por definição, que o homem é um animal que ama e que por isso é belo, muito mais belo que a estrela da manhã.

Artigo XII: Decreta-se que nada será obrigado nem proibido, tudo será permitido, inclusive brincar com os rinocerontes e caminhar pelas tardes com uma imensa begônia na lapela.

Parágrafo único: Só uma coisa fica proibida: amar sem amor.

Artigo XIII: Fica decretado que o dinheiro não poderá nunca mais comprar o sol das manhãs vindouras. Expulso do grande baú do medo, o dinheiro se transformará em uma espada fraternal para defender o direito de cantar e a festa do dia que chegou.

Artigo Final: Fica proibido o uso da palavra liberdade, a qual será suprimida dos dicionários e do pântano enganoso das bocas. A partir deste instante a liberdade será algo vivo e transparente como um fogo ou um rio, e a sua morada será sempre o coração do homem.

Santiago do Chile, abril de 1964
[...]

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

HAITI, bem perto de nós

Muitos, bem perto de nós estão em missão no Haiti. Foram convocados por seus superiores e alguns não puderam, nem mesmo, se despedir de suas famílias.

Meu irmão, Sérgio está lá. Nossos corações se afligem, mas Deus nos traz paz, a paz que ultrapassa todo o entendimento, aquela que é capaz de nos dar tranquilidade em meio a tempestades.

Estamos orando por você, meu querido irmão e por tantos outros que aí estão pelas diversas razões da vida.







Aos Tinocos, Cardosos, Silvas, Santos e outros tantos, Deus os abençoe e guarde. Nossa admiração a todos vocês, nosso orgulho em ser brasileiro.

Muitos deram suas vidas por outros. Verdadeiros heróis.

Se quiserem, postem aqui suas mensagens a eles e a seus familiares.





Foto 1: Sérgio
Foto 2: Sérgio e sua família, da esquerda para a direita, acima: Dani e Eneas. Embaixo: Serginho, Gê e Sérgio

[...]

Haiti

Algumas notícias:

Pastor haitiano pede ajuda aos brasileiros

Em contato com a Sede de Missões Mundiais, o Pr. Jonathan Joseph, missionário da terra no Haiti, resumiu a dor e sofrimento vividos por ele e todos os obreiros e irmãos após o forte terremoto que devastou o país na última terça-feira (12).

O pedido de socorro feito pelo Pr. Jonathan ao Pr. Mayrinkellison, via mensagem de celular, traduz um pouco das dificuldades vividas neste momento por nossos irmãos. “Pastor, por favor, envie um pedido a todas as igrejas do Brasil. Nossas casas, igrejas, hospitais e escolas estão todos destruídos. Não temos internet, água, eletricidade, comida, roupas e medicamentos. Nossas famílias estão passando por dificuldades. Nossos pastores, nossos amigos, nossos irmãos, por favor, nos ajudem”, clamou o pastor.

As equipes de buscas continuam à procura de sobreviventes em meio aos escombros. Milhares de corpos permanecem espalhados pelas ruas. Segundo relatos dos assessores do Ministério da Defesa, há dificuldade de enterrar os corpos das vítimas fatais por falta de espaço e por questões culturais.

Segundo o relato, muitos haitianos são seguidores da religião Vodu e não permitem que os corpos de seus parentes e amigos sejam tocados enquanto não forem concluídos os rituais espirituais. Isso aumenta o risco de doenças.

Não deixe de ouvir o clamor que vem do Haiti. Caso você não tenha condições de fazer a sua oferta, então, ore. Interceda, de preferência, às 15 horas (horário de verão de Brasília), 12 horas no Haiti, que é o horário em que os irmãos de lá costumam se reunir para orar.

Saiba mais sobre o Haiti

Haiti, em francês
Ayiti, no crioulo haitiano

Capital - Port-au-Prince

País mais pobre das Américas

O país ocupa a 149ª posição no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos 182 países listados.

Cerca de 70% dos haitianos são analfabetos ou analfabetos funcionais

Apenas 40% das crianças vão à escola primária

Religião oficial - catolicismo romano
O protestantismo é agora a segunda mais popular religião do país.
Muitos haitianos também praticam tradições vodu.

Os primeiros humanos nesta ilha, conhecida como Quisqueya pelos índios arauaques (ou taínos) e caraíbas, chegaram à ilha há mais de 7000 anos. Em 5 de dezembro de 1492, Cristóvão Colombo chegou a uma grande ilha, à qual deu o nome de Hispaniola. Mais tarde passou a ser chamada de São Domingos pelos franceses. Dividida entre dois países, a República Dominicana e o Haiti, é a segunda maior das Grandes Antilhas, com a superfície de 76.192 km² e cerca de 9 milhões de habitantes. Com 641 quilômetros de extensão entre seus pontos extremos, a ilha tem formato semelhante à cabeça de um caiman (ou caimão) (pequeno crocodilo abundante na região), cuja "boca" aberta parece pronta a devorar a pequena ilha de La Gonâve. O litoral norte abre-se para o oceano Atlântico, e o sul para o mar do Caribe (ou das Antilhas).

A Ilha Hispaniola foi visitada por Cristóvão Colombo em 1492. Já no fim do século XVI, quase toda a população nativa havia desaparecido, escravizada ou morta pelos conquistadores.

A parte ocidental da ilha, onde hoje fica o Haiti, foi cedida à França pela Espanha em 1697. No século XVIII, a região foi a mais próspera colónia francesa na América, graças à exportação de açúcar, cacau e café.

Após uma revolta de escravos, a servidão foi abolida em 1794. Nesse mesmo ano, a França passou a dominar toda a ilha. Em 1801, o ex-escravo Toussaint Louverture tornou-se governador-geral, mas, logo depois, foi deposto e morto pelos franceses. O líder Jacques Dessalines organizou o exército e derrotou os franceses em 1803. No ano seguinte, foi declarada a independência e Dessalines proclamou-se imperador.

Depois de 1804, para que o exemplo fundando a primeira nação americana livre da escravidão não galvanizasse as Américas, os escravistas europeus e estadunidenses mantiveram o Haiti sob bloqueio comercial por 60 anos.

Da segunda metade do século XIX ao começo do século XX, 20 governantes sucederam-se no poder. Desses, 16 foram depostos ou assassinados.

É um país marcado por conflitos políticos.

Considerando que a situação no Haiti ainda constitui ameaça para a paz internacional e a segurança na região, o CS decidiu estabelecer a Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (MINUSTAH), que assumiu a autoridade exercida pela MIF em 1º de junho de 2004. Para o comando do componente militar da MINUSTAH (Force Commander) foi designado o General Augusto Heleno Ribeiro Pereira, do Exército Brasileiro. O efetivo autorizado para o contingente militar é de 6.700 homens, oriundos dos seguintes países contribuintes: Argentina, Benin, Bolívia, Brasil, Canadá, Chade, Chile, Croácia, França, Jordânia, Nepal, Paraguai, Peru, Portugal, Turquia e Uruguai.

Fontes:

Junta de Missões Mundiais
wikipedia
[...]

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Desafiando os Gigantes

O Gigante Comodidade

“Nada resiste ao trabalho”

Um amigo que mora em São Gonçalo, mais precisamente no Bairro Mutuapira, saía para o trabalho, bem cedo, quando observou que em frente a sua residência, um único homem se preparava para tentar limpar um lote que estava tomado pelo matagal.

Disse ele que uma pessoa de 1,80 m desapareceria com facilidade ao entrar naquele terreno. Ele pensou consigo mesmo: “Hum..., esse homem vai levar no mínimo uma semana para limpar todo esse terreno”.

No final da tarde, ao voltar para casa, levou um susto, pois todo o terreno estava com todo aquele matagal derrubado a golpes de foice e a retirada do lixo já havia começado. Então ele se lembrou de uma frase que havia lido: “Nada resiste ao trabalho”.

Pessoas que costumam parar para contemplar a tarefa que tem pela frente geralmente desanimam, pois realmente há tarefas que são enormes e pesadas demais.

Imagine você tendo que participar da reconstrução do Haiti após esse terremoto... Entretanto, alguém terá que enterrar os mortos, alguém terá que limpar as ruas, alguém terá que consertar as casas e empresas, alguém terá que reconstruir a nação.

Aqueles que conseguirem chorar e trabalhar ao mesmo tempo conseguirão melhores resultados do que aqueles que simplesmente sentarem à beira da rua para lamentar.

A Europa já foi reconstruída pelo menos duas vezes, no século XX.

O Japão também foi reconstruído após a II Guerra Mundial e hoje é a segunda economia do mundo.

O mundo já viu isso algumas vezes. Você também pode conseguir. Dá trabalho, mas vale a pena!

A Bíblia nos fala do retorno de Israel do cativeiro babilônico. A reconstrução do templo de Jerusalém foi um dos primeiros esforços realizados.

Em Ageu 2:4,9 a Bíblia nos conta que o povo estava desanimado porque sabia que a beleza não seria nada parecida com a daquele primeiro templo, construído por Salomão, quinhentos anos antes.

Deus enviou o profeta Ageu com a seguinte mensagem: “Ora, pois, esforça-te, Josué, filho de Jeozadaque, sumo sacerdote, e esforçai-vos, todo o povo da terra, diz o SENHOR, e trabalhai; porque Eu sou convosco, diz o SENHOR dos Exércitos. A glória desta última casa será maior do que a primeira, diz o SENHOR dos Exércitos; e neste lugar darei a paz, diz o SENHOR dos Exércitos”.

E realmente foi neste segundo Templo que o SENHOR Jesus Cristo (400 anos depois) entrou, curou, libertou e salvou.

Conclusão: O que tornou o segundo Templo de Jerusalém mais glorioso do que o primeiro não foi a obra humana, mas a presença Divina. Deus apenas pediu que eles trabalhassem e acreditassem. Deus honrou a fé. Faça assim também.

Pr. Corel
[...]

domingo, 17 de janeiro de 2010

Simples, simples assim...

Mas é imposssível viver sem fracassar em algo, a menos que se viva com tanta cautela a ponto de nem sequer viver de verdade e, aí, o fracasso é óbvio.

J. K. Rowling
[...]

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

PNDH-3


O Decreto que cria o programa é um manual de intenções do governo. Para que as sugestões adquiram força de lei, precisam ser encaminhadas através de projetos, ao Congresso Nacional.

É a terceira versão dos planos criados no governo FHC, em 1996 e 2002.

Decreto nº 1.904 de 13 de maio de 1996;
Decreto nº 4.229 de 13 de maio de 2002.

O atual é o de nº 7.037 de 21 de novembro de 2009

Eixos Orientadores:

I. Interação democrática entre Estado e sociedade civil
II. Desenvolvimento e Direitos Humanos
III. Universalizar Direitos em um Contexto de Desigualdades
IV. Segurança Pública, Acesso à Justiça e Combate à Violência
V. Educação e Cultura em Direitos Humanos
VI. Direito à Memória e à Verdade

Pontos Polêmicos:

1. A descriminalização do aborto - Eixo Orientador III: Universalizar Direitos em um Contexto de Desigualdades - Diretriz 9: Combate às desigualdades estruturais. Objetivo estratégico III: Garantia dos direitos das mulheres para o estabelecimento das condições necessárias para sua plena cidadania. g) Apoioar a aprovação do projeto de lei que descriminaliza o aborto, considerando a autonomia das mulheres para decidir sobre seus corpos.

2. união civil entre homossexuais - Eixo Orientador III: Universalizar Direitos em um Contexto de Desigualdades - Diretriz 10: Garantia da igualdade na diversidade Objetivo estratégico V: Garantia do respeito à livre orientação sexual e identidade de gênero. b) Apoiar projeto de lei que disponha sobre a união civil entre pessoas do mesmo sexo.

3. símbolos religiosos - Eixo Orientador III: Universalizar Direitos em um Contexto de Desigualdades - Diretriz 10: Garantia da igualdade na diversidade. VI: Respeito às diferentes crenças, liberdade de culto e garantia da laicidade do Estado - c) Desenvolver mecanismos para impedir a ostentação de símbolos religiosos em estabelecimentos públicos da União.

3. reintegração de posse em conflitos fundiários - Eixo Orientador IV: Segurança Pública, Acesso à Justiça e Combate à Violência - Diretriz 17: Promoção de sistema de justiça mais acessível, ágil e efetivo, para o conhecimento, a garantia e a defesa dos direitos.Objetivo estratégico VI: Acesso à Justiça no campo e na cidade. - Promoção de sistema de justiça mais acessível, ágil e efetivo, para o conhecimento, a garantia e a defesa dos direitos - d) Propor projeto de lei para institucionalizar a utilização da mediação como ato inicial das demandas de conflitos agrários e urbanos, priorizando a realização de audiência coletiva com os envolvidos, com a presença do Ministério Público, do poder público local, órgãos públicos especializados e Polícia Militar, como medida preliminar à avaliação da concessão de medidas liminares, sem prejuízo de outros meios institucionais para solução de conflitos.

4. mecanismos de controle dos meios de comunicação - Eixo Orientador V: Educação e Cultura em Direitos Humanos - Diretriz 22: Garantia do direito à comunicação democrática e ao acesso à informação para a consolidação de uma cultura em Direitos Humanos. Objetivo Estratégico I: Promover o respeito aos Direitos Humanos nos meios de comunicação e o cumprimento de seu papel na promoção da cultura em Direitos Humanos - a) Propor a criação de marco legal regulamentando o art. 221 da Constituição, estabelecendo o respeito aos Direitos Humanos nos serviços de radiodifusão (rádio e televisão) concedidos, permitidos ou autorizados, como condição para sua outorga e renovação, prevendo penalidades administrativas como advertência, multa, suspensão da programação e cassação, de acordo com a gravidade das violações praticadas.

5. revisão da Lei da Anistia - Comissão da Verdade - Eixo Orientador VI: Direito à Memória e à Verdade - Diretriz 23: Reconhecimento da memória e da verdade como Direito Humano da cidadania e dever do Estado - Objetivo Estratégico I: Promover a apuração e o esclarecimento público das violações de Direitos Humanos praticadas no contexto da repressão política ocorrida no Brasil no período fixado pelo artigo 8º do ADCT da Constituição, a fim de efetivar o direito à memória e à verdade histórica e promover a reconciliação nacional.

Algumas notícias:

Entenda as polêmicas envolvendo o Programa Nacional de Direitos Humanos

Lula assinará novo decreto após acordo entre ministros sobre plano de direitos humanos

Secretaria dos Direitos Humanos publica nota rebatendo críticas a decreto

Defensores de direitos humanos se opõem a modificações no PNDH

Presidente assina novo decreto para criar Comissão Nacional da Verdade

Em nota, CUT defende Programa de Direitos Humanos e apoia Vannuchi

Plano de Direitos Humanos traz soluções para conflito no campo, diz Cassel

Em nota, OAB apoia Vannuchi e defende pena para torturadores da ditadura

Decreto assinado por Lula é ‘preconceito’ contra agronegócio, diz Stephanes

Lula lança programa de Direitos Humanos que prevê casamento gay

Fontes:
R7-notícias
Folhaonline
g1
Agência Brasil

[...]

O Velho Pedreiro

Um velho pedreiro informou ao chefe que queria se aposentar. Ele lhe pediu, como favor, que trabalhasse em só mais um projeto.

O pedreiro não gostou, mas acabou concordando.

Por não estar entusiasmado com a idéia, fez um trabalho de má qualidade. Quando acabou, o chefe fez inspeção da casa construída e depois deu a chave da casa ao pedreito e disse:

"Essa casa é sua. É o meu presente para você".

O pedreiro ficou muito surpreso. Se soubesse que estava construindo sua própria casa, teria feito tudo diferente.

Nossas obras, independente do destino que lhe damos, devem ser sólidas para que seu valor dure por toda a vida.

Shmuel Lemle
[...]

Seguindo o exemplo

Quando minha filha tinha três anos, ralhei com ela por ter repetido uma mentira que alguém tinha lhe contado.

Ensinei-a a não contar mentiras, e quando perguntou por quê, expliquei que crianças mentirosas viravam flores e tinham que ser plantadas em vasos para decorar a casa.

Para me certificar de que tinha entendido, pergunte:

- Compreendeu o que falei?

- Sim, uma mentira - respondeu ela, calmamente.

Jorge Luis Juan
México

Retirado de Seleções Reader's Digest
[...]

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Simples, simples assim...

DEUS é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.

Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares.

Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza.

Salmos 46: 1-3
[...]

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Lei 9.096/95 - Atualizações - Filiação Partidária

Art. 16. Só pode filiar-se a partido o eleitor que estiver no pleno gozo de seus direitos políticos.

Art. 17. Considera-se deferida, para todos os efeitos, a filiação partidária, com o atendimento das regras estatutárias do partido.

Parágrafo único. Deferida a filiação do eleitor, será entregue comprovante ao interessado, no modelo adotado pelo partido.

Art. 18. Para concorrer a cargo eletivo, o eleitor deverá estar filiado ao respectivo partido pelo menos um ano antes da data fixada para as eleições, majoritárias ou proporcionais.

Art. 19. Na segunda semana dos meses de abril e outubro de cada ano, o partido, por seus órgãos de direção municipais, regionais ou nacional, deverá remeter, aos juízes eleitorais, para arquivamento, publicação e cumprimento dos prazos de filiação partidária para efeito de candidatura a cargos eletivos, a relação dos nomes de todos os seus filiados, da qual constará a data de filiação, o número dos títulos eleitorais e das seções em que estão inscritos.

O Cespe já considerou a expressão "semestralmente".

§ 1º Se a relação não é remetida nos prazos mencionados neste artigo, permanece inalterada a filiação de todos os eleitores, constante da relação remetida anteriormente.

§ 2º Os prejudicados por desídia ou má-fé poderão requerer, diretamente à Justiça Eleitoral, a observância do que prescreve o caput deste artigo.

§ 3o Os órgãos de direção nacional dos partidos políticos terão pleno acesso às informações de seus filiados constantes do cadastro eleitoral. (Incluído pela Lei nº 12.034, de 2009)

Art. 20. É facultado ao partido político estabelecer, em seu estatuto, prazos de filiação partidária superiores aos previstos nesta Lei, com vistas a candidatura a cargos eletivos.

Atenção: Podem estabelecer mais de um ano, nunca menos.

Parágrafo único. Os prazos de filiação partidária, fixados no estatuto do partido, com vistas a candidatura a cargos eletivos, não podem ser alterados no ano da eleição.

Art. 21. Para desligar-se do partido, o filiado faz comunicação escrita ao órgão de direção municipal e ao Juiz Eleitoral da Zona em que for inscrito.

Parágrafo único. Decorridos dois dias da data da entrega da comunicação, o vínculo torna-se extinto, para todos os efeitos.

Art. 22. O cancelamento imediato da filiação partidária verifica-se nos casos de:

I - morte;

II - perda dos direitos políticos;

III - expulsão;

IV - outras formas previstas no estatuto, com comunicação obrigatória ao atingido no prazo de quarenta e oito horas da decisão.

Parágrafo único. Quem se filia a outro partido deve fazer comunicação ao partido e ao juiz de sua respectiva Zona Eleitoral, para cancelar sua filiação; se não o fizer no dia imediato ao da nova filiação, fica configurada dupla filiação, sendo ambas consideradas nulas para todos os efeitos.
[...]

Lei 9.504/97 - Atualizações - Coligações

Você já sabe, as normas eleitorais sofreram atualização através da Lei 12.034/2009.

Vamos começar pela Lei 9.504/97 - Lei das Eleições

Art. 6° - Coligações

Foram incluídos dois parágrafos, o § 1°-A e o § 4°.

"§ 1°-A. A denominação da coligação não poderá coincidir, incluir ou fazer referência a nome ou número de candidato, nem conter pedido de voto para partido político.

§ 4°. O partido político coligado somente possui legitimidade para atuar de forma isolada no processo eleitoral quando questionar a validade da própria coligação, durante o período compreendido entre a data da convenção e o termo final do prazo para a impugnação do registro de candidatos."

Coligação é a denominação dada à aliança entre dois ou mais partidos para a disputa de determinado pleito. Diz-se a coligacão é um partido político temporário, pois deve uncionar como um só partido no relacionamento com a Justiça Eleitoral e no trato dos interesses interpartidários. Dissolve-se após o pleito para o qual se constituiu.

Os partidos políticos podem, dentro da mesma circunscrição, celebrar coligações para eleição majoritária, proporcional, ou para ambas. Quando se coligarem, tanto para a majoritária quanto para a proporcional, poderão formar mais de uma coligação para a eleição proporcional dentre os partidos que integram a coligação para o pleito majoritário.

Características:

1. Tem denominação própria:

1.1. Pode ser a junção de todas as siglas dos partidos que a integram,;
1.2. Não pode coincidir, incluir ou fazer referência a nome ou número de candidato, nem conter pedido de voto para partido político.

2. Possui prerrogativas e obrigações de partido político no que se refere ao processo eleitoral;

3. Deve funcionar como um só partido no relacionamento com a Justiça Eleitoral e no trato dos interesses interpartidários;

4. Na sua chapa, podem inscrever-se candidatos filiados a qualquer partido político dela integrante;

5. O pedido de registro dos candidatos deve ser subscrito pelos presidentes dos partidos coligados ou por seus delegados ou pela maioria dos membros dos respectivos órgãos executivos de direção ou por representante da coligação;

6. Os partidos integrantes da coligação devem designar um representante, que terá atribuições equivalentes às de presidente de partido político, no trato dos interesses e na representação da coligação, no que se refere ao processo eleitoral;

7. A coligação será representada perante a Justiça Eleitoral pelo representante designado ou por delegados indicados pelos partidos que a compõem, podendo nomear até:

a) três delegados perante o Juízo Eleitoral;

b) quatro delegados perante o Tribunal Regional Eleitoral;

c) cinco delegados perante o Tribunal Superior Eleitoral.

Na propaganda eleitoral:

1. Eleição majoritária - usará, obrigatoriamente, sob sua denominação, as legendas de todos os partidos que a integram;

Ex. Partidos Coligados A, B e C
Denominação da Coligação: Avante, Brasil!

Propaganda:

Avante, Brasil!
A, B e C

2. Eleição proporcional, cada partido usará apenas sua legenda sob o nome da coligação.

Imaginemos que os mesmo partidos estejam também coligados na proporcional.

Propaganda:

Avante, Brasil!
A

Avante, Brasil!
B

Avante, Brasil!
C

A norma assegura que, em virtude do maior número de candidatos em uma eleição proporciona, cada partido faça propaganda apenas para os seus candidatos.

A Lei 12.034/09 autorizou a atuação isolada de partido coligado, quando questionar a validade de sua coligação no período compreendido entre a convenção e o termo final para a impugnação de registro.
[...]

Lei 9.504/97 - Atualizações - Convenções

As convenções são atos políticos-partidários. Dividem-se em municipais, regionais e nacionais. Na data fixada, os filiados se reunem para a escolha dos candidatos que disputarão o pleito e a deliberação sobre colidações. O Estatuto de cada partido é que estabelcerá quem comporá a convenção e quem está apto a votar, estabelecendo os quoruns respectivos.

Os partidos têm autonomia na organização de suas convenções.

1. Prazo: 10 a 30 de junho do ano em que se realizarem as eleições;
1.1. Ata lavrada em livro aberto e rubricado pela Justiça Eleitoral.

2. Regras : Estatuto do partido;

2.1. Omissão do Estatuto: Órgão de direção nacional estabelece normas e as publica no DOU em até cento e oitenta dias antes das eleições.

3. Lei 12.034/09:

"§ 2o Se a convenção partidária de nível inferior se opuser, na deliberação sobre coligações, às diretrizes legitimamente estabelecidas pelo órgão de direção nacional, nos termos do respectivo estatuto, poderá esse órgão anular a deliberação e os atos dela decorrentes."

Antes, a Lei 9.504/97 estabelecia que a legitimidade para anular os atos da convenção de nível inferior pertencia aos órgãos superiores dos partidos políticos, expressão substituída para órgão de direção nacional, pela Lei 12.034/09.

"§ 3o As anulações de deliberações dos atos decorrentes de convenção partidária, na condição acima estabelecida, deverão ser comunicadas à Justiça Eleitoral no prazo de 30 (trinta) dias após a data limite para o registro de candidatos."

Havendo anulação, a Justiça Eleitoral deverá se comunicada no prazo de 30 dias após a data limite para o registro de candidatos. Prazo instituído pela Lei 12.034/09.

"§ 4o Se, da anulação, decorrer a necessidade de escolha de novos candidatos, o pedido de registro deverá ser apresentado à Justiça Eleitoral nos 10 (dez) dias seguintes à deliberação, observado o disposto no art. 13 " (substituição).

O prazo continuou o mesmo, apenas trazido expressamente para o artigo 7o.

4. Candidatura nata - Eficácia suspensa por força de ADI 2.530-9 - Princípio da Isonomia - Aos detentores de mandato de Deputado Federal, Estadual ou Distrital, ou de Vereador, e aos que tenham exercido esses cargos em qualquer período da legislatura que estiver em curso, é assegurado o registro de candidatura para o mesmo cargo pelo partido a que estejam filiados.

5. Utilização gratuita de prédios públicos para a realização das convenções de escolha de candidatos.
[...]

Lei 9.504/97 - Atualizações - Registro de Candidatos

1. Prazo do requerimento por partido ou coligação:

Até as dezenove horas do dia 5 de julho do ano em que se realizarem as eleições.

Na omissão de partidos ou coligações, o próprio candidato pode requerer o registro. O prazo anterior era de 48 horas após o encerramento do prazo, ou seja, até as 19 horas do dia 07 de julho.

A Lei 12.034/09 alterou prazo de quarenta e oito horas seguintes à publicação da lista dos candidatos pela Justiça Eleitoral.

2. Número de candidatos - Eleições proporcionais:

2.1. Partidos - até cento e cinqüenta por cento do número de lugares a preencher.

2.2. Coligações (independentemente do número de partidos que a integrem) - até o dobro (200%) do número de lugares a preencher.

2.3. Unidades da Federação com até vinte cadeiras para deputados federais - Eleições proporcionais, salvo vereador:

2.3.1. Partidos - até o dobro (200%) das respectivas vagas;

2.3.2. Coligações - até 300% (dobro até mais mais cinqüenta por cento do dobro).

3. Candidaturas de cada sexo:

3.1. Partidos ou coligações - mínimo de 30% (trinta por cento) e o máximo de 70% (setenta por cento) para candidaturas de cada sexo.

A Lei 12.034/09 alterou a redação do § 3º do artigo 10, substituindo a expressão "deverá reservar" por "preencherá".

4. Registro extemporâneo - No caso de as convenções para a escolha de candidatos não indicarem o número máximo de candidatos, os órgãos de direção dos partidos respectivos poderão preencher as vagas remanescentes até sessenta dias antes do pleito.

5. Documentos que devem instruir o pedido de registro:

5.1. cópia da ata da convenção partidária;

5.2. autorização do candidato, por escrito;

5.3. prova de filiação partidária;

5.4. declaração de bens, assinada pelo candidato;

5.5. cópia do título eleitoral ou certidão, fornecida pelo cartório eleitoral, de que o candidato é eleitor na circunscrição ou requereu sua inscrição ou transferência de domicílio no prazo previsto no art. 9º (01 ano antes do pleito);

5.6. certidão de quitação eleitoral;

Lei 12.034/09:

"§ 7o A certidão de quitação eleitoral abrangerá exclusivamente a plenitude do gozo dos direitos políticos, o regular exercício do voto, o atendimento a convocações da Justiça Eleitoral para auxiliar os trabalhos relativos ao pleito, a inexistência de multas aplicadas, em caráter definitivo, pela Justiça Eleitoral e não remitidas, e a apresentação de contas de campanha eleitoral.

Para fins de expedição da certidão, considerar-se-ão quites aqueles que:

I - condenados ao pagamento de multa, tenham, até a data da formalização do seu pedido de registro de candidatura, comprovado o pagamento ou o parcelamento da dívida regularmente cumprido;

II - pagarem a multa que lhes couber individualmente, excluindo-se qualquer modalidade de responsabilidade solidária, mesmo quando imposta concomitantemente com outros candidatos e em razão do mesmo fato.

A Justiça Eleitoral enviará aos partidos políticos, na respectiva circunscrição, até o dia 5 de junho do ano da eleição, a relação de todos os devedores de multa eleitoral, a qual embasará a expedição das certidões de quitação eleitoral.

A Justiça Eleitoral observará, no parcelamento das multas, as regras de parcelamento previstas na legislação tributária federal."

5.7. certidões criminais fornecidas pelos órgãos de distribuição da Justiça Eleitoral, Federal e Estadual;

5.8. fotografia do candidato, nas dimensões estabelecidas em instrução da Justiça Eleitoral, para efeito do disposto no § 1º do art. 59 (urna eletrônica).

5.9. propostas defendidas pelo candidato a Prefeito, a Governador de Estado e a Presidente da República. Incluído pela Lei nº 12.034/09

6. Condições de Elegibilidade:

6.1. Idade mínima constitucionalmente estabelecida, tendo por referência a data da posse.

6.2. Domicílio eleitoral na respectiva circunscrição pelo prazo de, pelo menos, um ano antes do pleito;

6.3. Filiação deferida pelo partido, pelo menos, um ano antes do pleito.

Havendo fusão ou incorporação de partidos após o prazo estipulado no caput, será considerada, para efeito de filiação partidária, a data de filiação do candidato ao partido de origem.

Lei 12.034/09:

"§ 10. As condições de elegibilidade e as causas de inelegibilidade devem ser aferidas no momento da formalização do pedido de registro da candidatura, ressalvadas as alterações, fáticas ou jurídicas, supervenientes ao registro que afastem a inelegibilidade."

7. Relação de rejeição de contas - Até as 19 horas dia 05 de julho do ano eleitoral:

Tribunais e Conselhos de Contas deverão tornar disponíveis à Justiça Eleitoral relação dos que tiveram suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável e por decisão irrecorrível do órgão competente, ressalvados os casos em que a questão estiver sendo submetida à apreciação do Poder Judiciário, ou que haja sentença judicial favorável ao interessado.

A Justiça Eleitoral possibilitará aos interessados acesso aos documentos apresentados para os fins de instrução do requerimento de registro. Lei 12.034/09

8. Substituição de Candidatos:

8.1. É facultado ao partido ou coligação substituir candidato que for considerado inelegível, renunciar ou falecer após o termo final do prazo do registro ou, ainda, tiver seu registro indeferido ou cancelado.

8.2. Regras estabelecidas no estatuto do partido a que pertencer o substituído;

8.3. Requerimento de registro até dez dias contados do fato ou da notificação do partido da decisão judicial que deu origem à substituição.

Antes a redação previa do fato ou da decisão judicial que deu origem à substituição. A Lei 12.034/09 estabeleceu o marco a partir do fato ou da notificação do partido da decisão judicial.

A) Eleições majoritárias, se o candidato for de coligação, a substituição deverá fazer-se por decisão da maioria absoluta dos órgãos executivos de direção dos partidos coligados, podendo o substituto ser filiado a qualquer partido dela integrante, desde que o partido ao qual pertencia o substituído renuncie ao direito de preferência.

B) Eleições proporcionais, a substituição só se efetivará se o novo pedido for apresentado até sessenta dias antes do pleito.

9. Prazo para o julgamento dos registros, inclusive impugnações e recursos, em todas as instâncias, com as respectivas publicações - Até 45 dias antes das eleições. Prazo estabelecido pela Lei 12.034/09.

Lei 12.034/09:

"Os processos de registro de candidaturas terão prioridade sobre quaisquer outros, devendo a Justiça Eleitoral adotar as providências necessárias para o cumprimento do prazo previsto no § 1o (45 dias antes do pleito), inclusive com a realização de sessões extraordinárias e a convocação dos juízes suplentes pelos Tribunais, sem prejuízo da eventual aplicação do disposto no art. 97 (representação pelo descumprimento do prazo) e de representação ao Conselho Nacional de Justiça.

O candidato cujo registro esteja sub judice poderá efetuar todos os atos relativos à campanha eleitoral, inclusive utilizar o horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão e ter seu nome mantido na urna eletrônica enquanto estiver sob essa condição, ficando a validade dos votos a ele atribuídos condicionada ao deferimento de seu registro por instância superior.

O cômputo, para o respectivo partido ou coligação, dos votos atribuídos ao candidato cujo registro esteja sub judice no dia da eleição fica condicionado ao deferimento do registro do candidato."

Então, resumindo:

Até 05 de junho do ano eleitoral - Envio da relação de todos os devedores de multa eleitoral, a qual embasará a expedição das certidões de quitação eleitoral.

Até as 19 horas do dia 05 de julho:

a) Requerimento de registro por partidos ou coligações;

Até 48 horas seguintes à publicação da relação de candidatos: requerimento pelo candidato, na omissão de partido ou coligação;

b) Contas rejeitadas à disposição dos interessados;

Até 60 dias antes do pleito: registro extemporâneo;

Até 45 dias antes do pleito:

a) Tribunais Regionais Eleitorais enviarão ao Tribunal Superior Eleitoral, para fins de centralização e divulgação de dados, a relação dos candidatos às eleições majoritárias e proporcionais, da qual constará obrigatoriamente a referência ao sexo e ao cargo a que concorrem;

b) Julgamentos dos requerimentos de registro.
[...]

Tudo começou quando...

meus sobrinhos, e não são poucos, resolveram fazer concurso para o Tribunal de Justiça.

Eu já estava trabalhando como Auxiliar Judiciário, aprovada no concurso de 1993. Pediram-me que desse aulas.

Então nos reuníamos na casa de um deles aos finais de semana e estudávamos. Comecei a elaborar apostilas que eram chamadas por eles de "apostilas da Que-Quel".

Ah, devo dizer que também não foi fácil pra mim.

Sou caçula de uma família com dez filhos.

Meus pais, muito humildes, não podiam fazer mais do que faziam. Todos tivemos que nos virar muito cedo.

Mas eles estavam ali.... movidos de esperança. Me ensinaram que nunca devemos desistir dos nossos sonhos, não importa quantas vezes choremos... não importa se não chegamos em primeiro lugar... não importa se não alcançamos nossos alvos na primeira tentativa... não importam as adversidades... apenas continuem, dizia meu pai. E o via ali, praticando, ele mesmo, tudo o que ensinava.

E segui.

E então, como dizia, comecei a elaborar apostilas que foram ficando famosas... rsrs


No Fórum onde trabalhava, os colegas começaram a pedir que desse aulas. Mudei o local para minha casa e começamos a estudar.

E veio o concurso de 1997. Prova difícil.
Não obtiveram o êxito esperado. Mas não desistimos.

E veio o concurso de 2001. Estava já há algum tempo no TJ e resolvi que precisava mudar de cargo. Precisava passar para Analista. O que fazer? Pedi um mês de licença-prêmio e me tranquei em casa.

Prestem atenção. Tranquei-me!!! O tempo jogava contra mim. Minha licença foi deferida para 1º de julho de 2001 e a prova seria vinte e um dias depois.


Passava os dias lendo Codejrj e Estatuto e gravando a minha própria voz para escutar mais tarde, enquanto fazia outras tarefas.

Estudei o que pude, como pude.


E aí... em 2001 fui aprovada para Analista Judiciário (antigo Técnico Judiciário Juramentado). Gabaritei as questões de Codjerj e Estatuto.

Pouco tempo depois, estava trabalhando, quando um amigo, Vinícius, sabendo que eu havia gabaritado essas matérias, me convidou para dar aulas em Campo Grande-RJ.

Fui, morrendo de medo. Frio na barriga. Mas fui...

Lembra?? Jamais desistir!


Parece que gostaram... Daqui a pouco, ele mesmo , Vinícius, ao ser convidado para dar aulas em um curso da Barra, indicou meu nome para substituí-lo.

E lá fui eu... e assim, foram conhecendo meu trabalho.

Logo, estava sendo convidada para outro curso... e outro... e outro...


E tenho dado aulas desde então. A cada concurso, um novo desafio.

As apostilas da "Que-Quel" foram transformadas em apostilas da Professora Raquel Tinoco.

Amanda, minha sobrinha, está hoje no TJ-PR.

Outros sobrinhos seguiram rumos diferentes, sempre em frente, sempre na direção de seus sonhos. Estão chegando lá.


Meus alunos se tornaram meus amigos e isso me faz seguir.

Meu maior incentivo?? É acompanhar cada resultado e torcer por:

Admares, Alessandras, Alexandres, Alines, Amandas, Andréias, Andrezzas, Anicks, Arianes, Biancas, Bias, Brunos, Calixtos, Carlas, Carlos, Carlinhos, Carolinas, Carolines, Cidas, Christians, Constanças, Cristianes, Daniéis, Danielles, Deises, Denises, Diogos, Drês, Dris, Eneas, Fabíolas, Fábios, Fernandas, Filipes, Flávios, Freds, Giselas, Giseles, Ghislaines, Glórias, Hannas, Henriques, Ianos, Ilanas, Isabéis, Isabelas, Israéis, Ivanas, Ivans, Izadoras, Jackies, Jacques, Janes, Joões, Jeans, Julianas, Kayenes, Kátias, Lenes, Léos, Lúcias, Lucianas, Ludymilas, Luízas, Luzias, Magnos, Marcelas, Marcélis, Marcellas, Marcelles, Márcias, Marcys, Marianas, Marias, Megs, Meles, Mônicas, Patrícias, Pattys, Paulos, Pedros, Pritzes, Rafas, Rafaéis, Raphas, Raquéis, Renatas, Renées, Robertas, Robertos, Rodrigos, Rogérias, Silvanias, Simones, Sérgios, Suelens, Suellens, Tassianas, Tatis, Vanessas, Vicentes, Wilsons....

Deus os abençoe.

não desista!

não desista!

Postagens

Blogs & Sites

 

Proibida a cópia, sem autorização, dos textos, fotos e material de aula aqui apresentados©2009 Professora Raquel Tinoco | by TNB