domingo, 14 de junho de 2009

Ruth

Olá meus queridos.

Hoje, domingo, não haverá postagens. Tomara que sintam falta.

Minha mãe será internada no Hospital da Força Aérea do Galeão para, amanhã, dia 15, ser submetida a mais um procedimento cirúrgico.

Durante dois meses temos tentado solucionar o problema de uma fístula que provocou um enorme inchaço em seu braço esquerdo. Os que acompanham o blog certamente leram a postagem do dia 06 de abril, quando narrei o início de tudo isso.

Desde então temos enfrentado várias lutas em uma batalha que parece estar chegando ao fim.

O último procedimento cirúrgico realizado no dia 08 de junho constatou que não há mais acesso venoso para a colocação de fístula ou cateter. Amanhã vão tentar mais um canal para que ela seja submetida a sessões de diálise até que um cateter peritonial seja instalado e ela passe a realizar a terapia em casa.

Agradeço imensamente a torcida, as orações, as mensagens e tudo o mais que me é enviado por vocês. É a corrente do bem. Obrigada. De verdade. Que Deus os abençoe. Gratificante saber que não lutamos sozinhos.

Deus, é verdade, é comandante em todas as batalhas e o resultado, sabemos, é sempre vitorioso, pois com Ele não há derrota.

Entenderam? O resultado, qualquer que seja, é SEMPRE VITORIOSO. Seja vida, seja morte, é sempre VITÓRIA. Pois a morte para nós não é o fim, mas o começo de uma nova vida, e que vida!!!

O que pedimos a Deus é que Ele nos conduza sempre e que nos faça fortes para enfrentar todas as batalhas dessa guerra.

É gratificante sabermos que não lutamos sozinhos. Temos vocês. Obrigada mais uma vez.

O mais valente soldado desta contenda, luta bravamente e não desiste. Fica apreensiva, às vezes, por um relance sente medo, tem vontade de chorar e já a ouvi dizendo que Deus poderia levá-la, pois já cumpriu sua missão e não gosta de me dar trabalho. Mas logo levanta a cabeça, ora, canta e em não raros momentos a ouvimos assoviar um cântico.

Imagino que já saibam de quem se trata. Sim, ela, Ruth, cujo nome hebraico significa COMPANHEIRA.

Cresci ouvindo um hino, cujo título é "Castelo Forte".

"Castelo forte é nosso Deus, escudo e boa espada.
Com Seu poder defende os seus, a Sua Igreja Amada...
A nossa força nada faz, estamos sim perdidos
Mas nosso DEUS socorro traz e somos protegidos
Defende-nos Jesus, o que venceu na cruz
Senhor dos altos céus, que, sendo o próprio DEUS
Triunfa na batalha

Sim, que a palavra ficará
Sabemos com certeza
Pois ela nos ajudará com armas de defesa
Se temos de perder, familia, bens, poder
E, embora a vida vá, por nos Jesus está
E nos dará seu Reino!"

Só não sabia que castelos fortes existem bem perto de nós, muito mais do que imaginamos.

Amanhã, mais uma etapa de quem já venceu todas. Um beijo a todos e sei que continuarão torcendo.

[...]

Tudo começou quando...

meus sobrinhos, e não são poucos, resolveram fazer concurso para o Tribunal de Justiça.

Eu já estava trabalhando como Auxiliar Judiciário, aprovada no concurso de 1993. Pediram-me que desse aulas.

Então nos reuníamos na casa de um deles aos finais de semana e estudávamos. Comecei a elaborar apostilas que eram chamadas por eles de "apostilas da Que-Quel".

Ah, devo dizer que também não foi fácil pra mim.

Sou caçula de uma família com dez filhos.

Meus pais, muito humildes, não podiam fazer mais do que faziam. Todos tivemos que nos virar muito cedo.

Mas eles estavam ali.... movidos de esperança. Me ensinaram que nunca devemos desistir dos nossos sonhos, não importa quantas vezes choremos... não importa se não chegamos em primeiro lugar... não importa se não alcançamos nossos alvos na primeira tentativa... não importam as adversidades... apenas continuem, dizia meu pai. E o via ali, praticando, ele mesmo, tudo o que ensinava.

E segui.

E então, como dizia, comecei a elaborar apostilas que foram ficando famosas... rsrs


No Fórum onde trabalhava, os colegas começaram a pedir que desse aulas. Mudei o local para minha casa e começamos a estudar.

E veio o concurso de 1997. Prova difícil.
Não obtiveram o êxito esperado. Mas não desistimos.

E veio o concurso de 2001. Estava já há algum tempo no TJ e resolvi que precisava mudar de cargo. Precisava passar para Analista. O que fazer? Pedi um mês de licença-prêmio e me tranquei em casa.

Prestem atenção. Tranquei-me!!! O tempo jogava contra mim. Minha licença foi deferida para 1º de julho de 2001 e a prova seria vinte e um dias depois.


Passava os dias lendo Codejrj e Estatuto e gravando a minha própria voz para escutar mais tarde, enquanto fazia outras tarefas.

Estudei o que pude, como pude.


E aí... em 2001 fui aprovada para Analista Judiciário (antigo Técnico Judiciário Juramentado). Gabaritei as questões de Codjerj e Estatuto.

Pouco tempo depois, estava trabalhando, quando um amigo, Vinícius, sabendo que eu havia gabaritado essas matérias, me convidou para dar aulas em Campo Grande-RJ.

Fui, morrendo de medo. Frio na barriga. Mas fui...

Lembra?? Jamais desistir!


Parece que gostaram... Daqui a pouco, ele mesmo , Vinícius, ao ser convidado para dar aulas em um curso da Barra, indicou meu nome para substituí-lo.

E lá fui eu... e assim, foram conhecendo meu trabalho.

Logo, estava sendo convidada para outro curso... e outro... e outro...


E tenho dado aulas desde então. A cada concurso, um novo desafio.

As apostilas da "Que-Quel" foram transformadas em apostilas da Professora Raquel Tinoco.

Amanda, minha sobrinha, está hoje no TJ-PR.

Outros sobrinhos seguiram rumos diferentes, sempre em frente, sempre na direção de seus sonhos. Estão chegando lá.


Meus alunos se tornaram meus amigos e isso me faz seguir.

Meu maior incentivo?? É acompanhar cada resultado e torcer por:

Admares, Alessandras, Alexandres, Alines, Amandas, Andréias, Andrezzas, Anicks, Arianes, Biancas, Bias, Brunos, Calixtos, Carlas, Carlos, Carlinhos, Carolinas, Carolines, Cidas, Christians, Constanças, Cristianes, Daniéis, Danielles, Deises, Denises, Diogos, Drês, Dris, Eneas, Fabíolas, Fábios, Fernandas, Filipes, Flávios, Freds, Giselas, Giseles, Ghislaines, Glórias, Hannas, Henriques, Ianos, Ilanas, Isabéis, Isabelas, Israéis, Ivanas, Ivans, Izadoras, Jackies, Jacques, Janes, Joões, Jeans, Julianas, Kayenes, Kátias, Lenes, Léos, Lúcias, Lucianas, Ludymilas, Luízas, Luzias, Magnos, Marcelas, Marcélis, Marcellas, Marcelles, Márcias, Marcys, Marianas, Marias, Megs, Meles, Mônicas, Patrícias, Pattys, Paulos, Pedros, Pritzes, Rafas, Rafaéis, Raphas, Raquéis, Renatas, Renées, Robertas, Robertos, Rodrigos, Rogérias, Silvanias, Simones, Sérgios, Suelens, Suellens, Tassianas, Tatis, Vanessas, Vicentes, Wilsons....

Deus os abençoe.

não desista!

não desista!

Postagens

Blogs & Sites

 

Proibida a cópia, sem autorização, dos textos, fotos e material de aula aqui apresentados©2009 Professora Raquel Tinoco | by TNB