domingo, 23 de novembro de 2008

Adson... Presente.

Era 23 de julho de 2006. Um domingo. Eu estava dando aula para o TRE-RJ, na Barra da Tijuca. Meu telefone não parava de vibrar dentro da bolsa. Não atendi. Estava dando aula. Não podia atendê-lo naquele momento. Ele insistia. Eu já estava incomodada. Abri a bolsa enquanto falava e vi que era um número de Magalhães Bastos, de algum membro da igreja em que congreguei.

Desconsiderei. Depois retornaria a ligação.

O telefone continuou. Ignorei.

Pensei. Se fosse de alguém lá de casa eu atenderia, podia ser alguma coisa com minha mãe. Mas não era. Continuei dando aula.

Eram 17 horas e alguns minutos quando a aula terminou e eu pude sair e enfim, olhar o celular. Havia vários números, de diferentes locais. Comecei a me assustar. Liguei para minha cunhada. Era um dos números gravados.

Congelei. Devia ser uma brincadeira. A notícia que ela estava me dando só podia ser mentira!!! Mais um trote de alguém!!! Um trote da vida!!! Mas não era qualquer pessoa!!! Era minha cunhada!!! Não brincaria com isso.

Adson sofreu um acidente e disseram que ele morreu. Eu não conseguia andar. Fiquei assim por alguns momentos. Nem sei quanto tempo. Eu não acreditava. Precisava perguntar à outra pessoa. Quem sabe minha cunhada não tinha se enganado...

Liguei para minha sobrinha Débora e ouvi a confirmação do inacreditável. "É verdade, Raquel. Adson está morto".

As lágrimas logo surgiram e ali mesmo, onde estava, sentei e chorei. Estava só. Precisava ir para casa. Como conseguiria? Da Barra a Guapimirim é um longo trajeto. Chorava copiosamente e ainda assim não acreditava.

Adson era um de meus sobrinhos. Hoje, ele faria 30 anos.

Cheguei em casa, abri uma de suas fotos e ali fiquei, acariciando com o mouse, seu rosto, como tinha feito no sábado anterior, no curso, mostrando sua foto aos amigos. Foi um instante de despedida.

Naquele instante, pensei, calou-se o acorde do violão... Calaram-se os ra-ta-ta-tas daquela bateria.

Adson se foi.

Mas eu não esperava o que viria. Fui à sua página do orkut e escrevi minha despedida. Disse a ele que o amava e que sentiria muito, muito mesmo sua falta.

A página de recados do orkut começou a se encher... recados... mais recados... mais recados... pessoas de todo o lugar, amigos... pessoas que nem o conheciam... pessoas agradecidas... pessoas saudosas... depoimentos de seus companheiros de quartel... pessoas que foram tocadas por sua vida.

Vi pessoas que o agradeciam por não terem se matado... pessoas que o agradeciam por ter orado por elas... pessoas que o agradeciam pelo sorriso... e os acordes... os acordes do violão voltaram aos meus ouvidos... os sons da bateriam ressoaram... Adson está vivo... mais vivo do que nunca!!!

E é assim, meu amor, que me lembro de você. O sorriso franco e aberto. A gargalhada sonora que enchia o ambiente.

Lembro das muitas viagens no carro do seu pai, em que sentávamos apertados, os quatro, no banco de trás e iámos a cada curva, caindo uns sobre os outros, a ponto de enfurecer o Edson.

Lembro dos dias lá em casa em que você estudava e eu o ensinava.

Lembro das noites no msn em que gargalhávamos com as piadas de pontinhos.

Lembro da sua essência... lembro da persistência, do sonho alcançado.

Adson, como muitos concurseiros, era dotado de uma memória ótima. Aprendia rapidamente, mas era muito ansioso. Chegava a hora da prova e lá ia todo o conhecimento junto com a ansiedade. Mas não foi assim quando perseguiu seu sonho.

Adson queria ser sargento músico do corpo de fuzileiros navais. Tentou a primeira vez, não passou. Não desistiu. Tentou a segunda vez e veio a realização do sonho.

Lembro-me, até hoje, do dia em que foi agradecer ao Senhor pelo sonho conquistado. Acho que chorei mais que você. Lembro-me do abraço apertado, das nossas lágrimas...

Ah, Adson... Adson... Adson... para mim, você continua aqui. Sua página do orkut está ali nos meus aniversariantes. Seu e-mail entre os meus contatos do msn. Você é fonte de inspiração.

Sua música, pois acabou sendo para mim, o seu tema, ouço-a de vez em quando. Para matar a saudade. Hoje quero compartilhá-las com meus alunos.

Seu poema, escrito por seu professor, também está aqui.

Sabe Adson, você nem mesmo sabia que iria tão cedo. Mas viveu e lutou por seus sonhos como se fosse estar entre nós para sempre.

Sua firmeza de caráter, sua generosidade, sua alegria eram contagiantes.

Hoje, Adson, meu amor, não é dia de tristeza, não é dia de dor, embora teimem em querer se instalar. É dia de celebração!!! Celebração da vida!!! Celebração da sua vida!!!


Adson, até breve.






Foto 1: Adson tocando violão no Curso M&G
Foto 2: Adson ajudando a cortar o cabelo de crianças carentes no Vale do Jequitinhonha - MG
Foto 3: Adson no Banda de Fuzileiros Navais
Foto 4: Adson com Gabriel, seu sobrinho e meu sobrinho-neto em Guapimirim
[...]

Adsum... Adson...

Adson (23/11/78-23/07/06)

TU creste
E, porque acreditaste,
Estavas pronto!
Até o teu nome
Te declarava
Disponível nas mãos do SENHOR:
Adson, Adsum, eis-me aqui!
E o teu amor ansiava
Pelo banquete celeste...
A morte veio como um ladrão,
Na imprevisão da vida,
Não que a chamaste.
Mas ela não te venceu,
Porque antes foi vencida
Pelo SENHOR da vida,
De Quem ninguém rouba
O poder, a gloria e majestade!
Agora, teu instrumento de trabalho,
Está silencioso de repente...
Na Casa do Pai, jamais deixará
De fazer ecoar Hosanas
De ALELUIAS ETERNAS,
Em forma de agradecimento
Pelo dom que tiveste!
Adsum, Domine!
Aqui estou, SENHOR!

Ex Corde, Pires

Adsum (latim) significa «Aqui estou», «eis-me aqui»
Domine: Senhor
Ex corde: de coração
[...]

Mestre dos Mestres

Jesus foi, sem dúvida, o maior formador de pensadores de que se tem notícia. Não de pessoas coitadinhas, frágeis, sem direção e sem consciência crítica.

Ensinou pessoas complicadas a serem uma fina estirpe de pensadores.

Estimulava seus discípulos a penetrarem em seus mundos para tomarem posse de suas idéias e liderarem a si mesmos.

Transformou sua qualidade de vida num jardim, embora o mundo desabasse sobre sua cabeça.

Quem foi esse homem desprezado pela ciência cuja sabedoria perturba oa alicerces dos intelectuais?

Os jovens galileus que o seguiam, embora fossem incultos, ansiosos e descontrolados, aprenderam lições que reis, políticos e intelectuais não aprenderam.

Ele os ensinou a reconhecerem seus limites, não temerem suas falhas, enfrentarem seus pensamentos, serem sensíveis e humildes em suas relações.

Não queria produzir guerreiros, mas pessoas que pensassem e que amassem, que fossem capazes até de dar a outra face, não como gesto de fragilidade, mas de grandeza.

Andar com Ele era um convite à liberdade.

Ensinou-nos que não adianta tentar mudar o mundo exterior sem que mudemos primeiro o nosso próprio mundo.

Adaptado de 12 Semanas para mudar uma vida.
Augusto Cury
[...]

Simples, simples assim...

Contemplar o belo é ter um romance com a vida e com ela fazer poesias sem escrever palavras.

Augusto Cury
[...]

Compartilhando...

Olá... Olá... Bom dia meninos. Não poderia deixar de compartilhar o texto que recebi. Paulo é um dos visitantes deste blogue. Veio atrás de matéria para o MTE, como muitos, e acabou se tornando especial, como muitos.

ANDARILHO

Em minhas andanças pela vida, cada pedaço de chão, cada rosto ou aperto de mão, descansando ou trabalhando, eu sinto que cresço e tenho tudo o que mereço.

Em minhas andanças, minhas mudanças, em cada cidade, eu planto mais esperanças e, como andarilho, todo o caminho que faço só faz sentido porque consigo novas conquistas.

Apesar de ensaiar os primeiros passos, intuo que este caminho me leva a Deus, e lá vou eu, caindo, levantando, engatinhando, me equilibrando, mas sempre procurando, com o máximo de bom humor, encontrar aqule abismo de felicidade!!!

Enquanto isso ao longo do caminho, eu colho as rosas e os espinhos. Talvez com seu perfume e delicadeza, as rosas me ajudam a serenar as dores que os espinhos me provocam, por não saber eu colhê-los com perfeição.

Não sou dono de mim, da minha vida, do meu destino. Sou livre para escolher como quero ser, e tudo o que eu quero é viver. Não sou responsável por cada noite e cada amanhecer.

Como andarilho, não sou responsável pelo meu caminho, sou apenas um andarilho que deseja fazer uma aliança com o Senhor e ser fiel até o fim de minha vida.

Paulo Codeço
[...]

A vida que nasce da morte

No verão passado tínhamos um canteiro de margaridas que atravessava o jardim. Foram plantadas fora da época ideal, mas como floresceram!!!

Quando as do meio já estavam com sementes, dos lados ainda havia pequenas margaridas recém-abertas. Chegaram os primeiros frios do inverno e junto com ele as primeiras geadas.

Um dia encontrei aquela maravilha completamente aniquilada. Pensei: "Ah! o frio foi demais para elas, coitadinhas, morreram". E dei-lhes adeus.

Eu não gostava de olhar aquele canteiro, pois ele me parecia um cemitério de flores. Mas algumas semanas atrás, o jardineiro chamou minha atenção. Por toda extensão daquele canteiro as margaridas brotavam em grande abundância.

Para cada planta que eu julgara destruída pelo inverno, havia muitas plantas novas, plantadas pelo mesmo inverno. O que haviam feito aquelas geadas e ventos fortes?

Tomaram minhas flores, deram-lhes um golpe mortal, derrubaram-nas ao solo, pisaram-nas com sua sola de gelo e, terminado o trabalho disseram: "Aí está o seu fim".

Mas na primavera havia, para cada raiz, plantas novas. Testemunharam e disseram: "Pela morte, vivemos".

Não tenha medo do sofrimento. Não tenha medo de ser derrubado. É através de sermos abatidos e não destruídos, é através de sermos despedaçados e os pedaços feitos em pó, que nos tornamos pessoas valorosas, onde uma vale por mil.

A pessoa que cede à aparência das coisas vai com o mundo, tem um florescimento rápido, uma prosperidade momentânea, e então o seu fim é um fim para sempre.

Adaptado de Mananciais no Deserto
[...]

Direito Constitucional

01. ASSINALE A ASSERTIVA INCORRETA:

A. A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL É FORMADA PELA UNIÃO INDISSOLÚVEL DOS ESTADOS; MUNICÍPIOS E DISTRITO FEDERAL;
B. TODO O PODER EMANA DO POVO, QUE O EXERCE POR MEIO DE REPRESENTANTES ELEITOS OU DIRETAMENTE;
C. A INDEPENDÊNCIA NACIONAL CONSTITUI OBJETIVO FUNDAMENTAL DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL;
D. A SOBERANIA CONSTITUI FUNDAMENTO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL;
E. A NÃO INTERVENÇÃO CONSTITUI PRINCÍPIO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

Gabarito: Letra C - Princípio nas Relações Internacionais - Art.


02. ASSINALE A ASSERTIVA CORRETA:

A. É VEDADA QUALQUER FORMA DE CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA BRASILEIRA;
B. OS VENCIMENTOS DOS CARGOS DO PODER EXECUTIVO E DO PODER JUDICIÁRIO NÃO PODERÃO SER SUPERIORES AOS PAGOS AO PODER LEGISLATIVO;
C. OS MEMBROS DO PODER JUDICIÁRIO PODERÃO SER REMUNERADOS POR SUBSÍDIO;
D. É POSSÍVEL A ACUMULAÇÃO DE UM CARGO PÚBLICO TÉCNICO OU CIENTÍFICO COM OUTRO DE POLICIAL CIVIL, DESDE QUE HAJA COMPATIBILIDADE DE HORÁRIOS;
E. O TETO MÁXIMO REMUNERATÓRIO É APLICADO ÀS EMPRESAS PÚBLICAS E SOCIEDADES DE ECONOMIA MISTA QUE RECEBAM RECURSOS PÚBLICOS PARA PAGAMENTO DE PESSOAL OU CUSTEIO EM GERAL.

Gabarito: Letra E - Art. 37, § 9º
A. é autorizada - Art. 37, IX
B. Os vencimentos dos cargos Poderes Legislativo e Judiciário não podem ser superiores aos pagos ao Poder Executivo - Art. 37, XII
C. Devem ser - Art. 39,
§ 4º
D. Não é possível - Art. 37, XVII

03. SÃO ÓRGÃOS DA JUSTIÇA FEDERAL:

A. OS JUÍZES FEDERAIS;
B. OS JUÍZES DO TRABALHO;
C. O SUPERIOR TRIBUNAL MILITAR;
D. AS JUNTAS ELEITORAIS;
E. O SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA.

Gabarito: Letra A - Art. 106

04. QUANTO À ORGANIZAÇÃO CONSTITUCIONAL DA JUSTIÇA ESTADUAL, É INCORRETO AFIRMAR QUE:

A. A COMPETÊNCIA DOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA ENCONTRA-SE DEFINIDA NA CONSTITUIÇÃO DO ESTADO;
B. CABE AOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA, A INICIATIVA DA LEI DE ORGANIZAÇÃO JUDICIÁRIA;
C. LEI ESTADUAL, MEDIANTE PROPOSTA DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA, PODERÁ CRIAR A JUSTIÇA MILITAR ESTADUAL;
D. COMPETE AOS JUÍZES MILITARES PROCESSAR E JULGAR OS CRIMES DOLOSOS CONTRA A VIDA COMETIDOS POR MILITARES CONTRA VÍTIMA CIVIL;
E. CABE AOS CONSELHOS MILITARES PROCESSAR E JULGAR OS CRIMES MILITARES COMETIDOS POR MILITARES ESTADUAIS CONTRA VÍTIMA MILITAR.

Gabarito: Letra D - Tribunal do Júri - justiça comum - Art. 125, § 4º

05. COM RELAÇÃO ÀS NORMAS CONSTITUCIONAIS RELATIVAS À MAGISTRATURA, ASSINALE A ALTERNATIVA VERDADEIRA:

A. A REMOÇÃO DO MAGISTRADO, POR INTERESSE PÚBLICO, DEPENDE DO VOTO DE DOIS TERÇOS DO RESPECTIVO TRIBUNAL OU DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, ASSEGURADA AMPLA DEFESA;
B. NÃO SERÁ REMOVIDO O JUIZ QUE, INJUSTIFICADAMENTE, RETIVER AUTOS EM SEUS PODER ALÉM DO PRAZO LEGAL;
C. AS DECISÕES DE CUNHO DISCIPLINAR TOMADAS PELOS TRIBUNAIS DEPENDEM DO VOTO DE DOIS TERÇOS DE SEUS MEMBROS.
D. COMPETE AO GOVERNADOR DO ESTADO INDICAR OS OCUPANTES DE UM QUINTO DOS CARGOS DE DESEMBARGADOR NO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL E NO TRIBUNAL DE JUSTIÇA;
E. OS JUÍZES ESTADUAIS E MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL SERÃO JULGADOS PELO TRIBUNAL DE JUSTIÇA NOS CRIMES ELEITORAIS.

Gabarito: Letra B - Art. 93, VIII-A
A. maioria absoluta - Art. 93, VIII
C. maioria absoluta - Art. 93, X
D. Governador, sé em âmbito estadual. Em âmbito federal - Presidente da República - Art. 94 e 107
E. Serão julgados, em crimes eleitorais, pelo Tribunal respectivo - Art. 96, III
C. Devem ser - Art. 39,
§ 4º
D. Não é possível - Art. 37, XVII

S0407
[...]

Legislação Específica - PGE

01. Será tornado sem efeito o aproveitamento e cassada a disponibilidade se o Procurador do Estado, cientificado, não tomar posse no prazo de __________, prorrogável, a critério do Procurador-Geral, por mais ________.

A. 30/60
B. 30/10
C. 10/10
D. 30/30
E. 15/30

Gabarito: Letra D

02. Os Procuradores do Estado, após _________de exercício e desde que confirmados em estágio probatório, não podem ser demitidos senão por sentença judicial ou em conseqüência de processo administrativo em que se lhes faculte o contraditório e a ampla defesa.

A. 01 ano
B. 02 anos
C. 03 anos
D. 05 anos
E. 12 meses

Gabarito: Letra C

03. O vencimento dos Procuradores do Estado guardará a diferença de _______de uma para outra categoria de carreira, a partir do fixado por lei, para o cargo de Procurador do Estado de Categoria Especial.

A. 10%
B. 12%
C. 1%
D. 5%
E. 15%

Gabarito: Letra A

04. Ao Procurador do Estado será devido auxílio-moradia, comprovada a necessidade de residência em Comarca onde o Procurador do Estado não possua residência ou não exista residência oficial, em valor equivalente, no mínimo a _______ e no máximo a _______ do seu vencimento, a ser fixado pelo Procurador-Geral, tendo em vista as características locais;

A. 10/20%
B. 5/10%
C. 15/30%
D. 5/20%
E. 15/25%

Gabarito: Letra B

05. Os Procuradores do Estado farão jus à percepção de uma verba de representação na forma estabelecida em lei, e à gratificação de _________ do vencimento básico pelo exercício em Comarca de difícil acesso, assim definida em lei.

A. 10%
B. 12%
C. 20%
D. 5%
E. 15%

Gabarito: Letra A
[...]

MTE - Avaliando 5

01. _____ Uma das competências da Corregedoria é planejar, coordenar, orientar, executar, controlar e avaliar as atividades disciplinares e de correição desenvolvidas no âmbito do Ministério e de suas unidades centralizadas.

02. _____ Promover ações destinadas à valorização e ao cumprimento de preceitos relativos à ética funcional e a conduta disciplinar dos servidores constitui competência da Corregedoria.

03. _____ Verificar os aspectos disciplinares dos procedimentos judiciais, fiscais e administrativos, é um das competências da Corregedoria.
04. _____ Constitui competência da Coordenação-Geral do FGTS, propor ao Secretário-Executivo a instauração de sindicância ou processo administrativo disciplinar.

05. _____ Uma das competências da Coordenação-Geral do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, é planejar, executar, coordenar e controlar os serviços da Secretaria de Relações do Trabalho.

06. _____
À Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração compete planejar, coordenar e supervisionar a execução das atividades relativas à organização e modernização administrativa, assim como as relacionadas com os sistemas federais de recursos humanos, de serviços gerais, de administração dos recursos de informação e informática, de planejamento e de orçamento, de contabilidade e de administração financeira.

07. _____ Manter articulação com os órgãos responsáveis pela coordenação central das atividades de organização e modernização administrativa, é uma das competências da Corregedoria. 


08. _____ Dentre as competências da Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração, está a de manter articulação com o SIPEG, o SISP e o SISG, com a finalidade de orientar as unidades do Ministério quanto ao cumprimento das normas estabelecidas.


09. _____ Promover a elaboração e consolidar planos e programas das atividades de sua área de competência e submetê-los à decisão superior é uma das competências da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Administração.


10. _____ Coordenar a elaboração e a consolidação dos planos e programas das atividades finalísticas do Ministério, e submetê-los à consideração superior é uma das competências da Coordenação-Geral do FGTS.
11. _____ Compete à Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração, planejar, coordenar e controlar a execução das atividades orçamentárias e financeiras de gestão do Fundo de Amparo ao Trabalhador - FAT.


12. _____ Acompanhar e promover a avaliação de projetos e atividades constitui competência da Corregedoria.


13. _____ Desenvolver, no âmbito do Ministério, as atividades de execução orçamentária, financeira e contábil é uma das atribuições da Corrdenação-Geral do FGTS.

14. _____ Realizar tomadas de contas dos ordenadores de despesas e demais responsáveis por bens e valores públicos e de todo aquele que der causa a perda, extravio ou irregularidade que resulte em dano ao erário é competência da Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração.

Gabarito:

01. E - unidades descentralizadas - art.5º, I
02. C - art.5º, II
03. E - procedimentos fiscais e administrativos - art.5º, III
04. E - Corregedoria - art.5º, IV
05. E - Secretaria-Executiva do Conselho Curador do FGTS - art.6
06. C - unidades descentralizadas - art.7º, I
07. E - Subsplora (Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração) - art. 7º, II
08. C - art.7º, II
09. E - Subsecretaria - art.7º, III
10. E - Subsplora - art.7º, IV
11. C - art.7º, V
12. E - Subsplora - art.7º, VI
13. E - Subsplora - art.7º, VII
14. C - art.7º, VIII


[...]

Tudo começou quando...

meus sobrinhos, e não são poucos, resolveram fazer concurso para o Tribunal de Justiça.

Eu já estava trabalhando como Auxiliar Judiciário, aprovada no concurso de 1993. Pediram-me que desse aulas.

Então nos reuníamos na casa de um deles aos finais de semana e estudávamos. Comecei a elaborar apostilas que eram chamadas por eles de "apostilas da Que-Quel".

Ah, devo dizer que também não foi fácil pra mim.

Sou caçula de uma família com dez filhos.

Meus pais, muito humildes, não podiam fazer mais do que faziam. Todos tivemos que nos virar muito cedo.

Mas eles estavam ali.... movidos de esperança. Me ensinaram que nunca devemos desistir dos nossos sonhos, não importa quantas vezes choremos... não importa se não chegamos em primeiro lugar... não importa se não alcançamos nossos alvos na primeira tentativa... não importam as adversidades... apenas continuem, dizia meu pai. E o via ali, praticando, ele mesmo, tudo o que ensinava.

E segui.

E então, como dizia, comecei a elaborar apostilas que foram ficando famosas... rsrs


No Fórum onde trabalhava, os colegas começaram a pedir que desse aulas. Mudei o local para minha casa e começamos a estudar.

E veio o concurso de 1997. Prova difícil.
Não obtiveram o êxito esperado. Mas não desistimos.

E veio o concurso de 2001. Estava já há algum tempo no TJ e resolvi que precisava mudar de cargo. Precisava passar para Analista. O que fazer? Pedi um mês de licença-prêmio e me tranquei em casa.

Prestem atenção. Tranquei-me!!! O tempo jogava contra mim. Minha licença foi deferida para 1º de julho de 2001 e a prova seria vinte e um dias depois.


Passava os dias lendo Codejrj e Estatuto e gravando a minha própria voz para escutar mais tarde, enquanto fazia outras tarefas.

Estudei o que pude, como pude.


E aí... em 2001 fui aprovada para Analista Judiciário (antigo Técnico Judiciário Juramentado). Gabaritei as questões de Codjerj e Estatuto.

Pouco tempo depois, estava trabalhando, quando um amigo, Vinícius, sabendo que eu havia gabaritado essas matérias, me convidou para dar aulas em Campo Grande-RJ.

Fui, morrendo de medo. Frio na barriga. Mas fui...

Lembra?? Jamais desistir!


Parece que gostaram... Daqui a pouco, ele mesmo , Vinícius, ao ser convidado para dar aulas em um curso da Barra, indicou meu nome para substituí-lo.

E lá fui eu... e assim, foram conhecendo meu trabalho.

Logo, estava sendo convidada para outro curso... e outro... e outro...


E tenho dado aulas desde então. A cada concurso, um novo desafio.

As apostilas da "Que-Quel" foram transformadas em apostilas da Professora Raquel Tinoco.

Amanda, minha sobrinha, está hoje no TJ-PR.

Outros sobrinhos seguiram rumos diferentes, sempre em frente, sempre na direção de seus sonhos. Estão chegando lá.


Meus alunos se tornaram meus amigos e isso me faz seguir.

Meu maior incentivo?? É acompanhar cada resultado e torcer por:

Admares, Alessandras, Alexandres, Alines, Amandas, Andréias, Andrezzas, Anicks, Arianes, Biancas, Bias, Brunos, Calixtos, Carlas, Carlos, Carlinhos, Carolinas, Carolines, Cidas, Christians, Constanças, Cristianes, Daniéis, Danielles, Deises, Denises, Diogos, Drês, Dris, Eneas, Fabíolas, Fábios, Fernandas, Filipes, Flávios, Freds, Giselas, Giseles, Ghislaines, Glórias, Hannas, Henriques, Ianos, Ilanas, Isabéis, Isabelas, Israéis, Ivanas, Ivans, Izadoras, Jackies, Jacques, Janes, Joões, Jeans, Julianas, Kayenes, Kátias, Lenes, Léos, Lúcias, Lucianas, Ludymilas, Luízas, Luzias, Magnos, Marcelas, Marcélis, Marcellas, Marcelles, Márcias, Marcys, Marianas, Marias, Megs, Meles, Mônicas, Patrícias, Pattys, Paulos, Pedros, Pritzes, Rafas, Rafaéis, Raphas, Raquéis, Renatas, Renées, Robertas, Robertos, Rodrigos, Rogérias, Silvanias, Simones, Sérgios, Suelens, Suellens, Tassianas, Tatis, Vanessas, Vicentes, Wilsons....

Deus os abençoe.

não desista!

não desista!

Postagens

Blogs & Sites

 

Proibida a cópia, sem autorização, dos textos, fotos e material de aula aqui apresentados©2009 Professora Raquel Tinoco | by TNB